Posts

A telemetria tem se tornado uma grande aliada dos gerentes de frota, pois permite às empresas ganhos de produtividade, redução de custos, melhoria da segurança no trabalho e maior controle operacional. 

Essa tecnologia de monitoramento permite que os gestores acessem dados sobre os veículos em tempo real durante as viagens.

Ou seja, informações como a localização exata e consumo de combustível podem ser acessados de qualquer lugar, o que facilita a sua tomada de decisão.

Neste artigo, a Sofit te conta tudo sobre telemetria e como essa tecnologia está trazendo novos parâmetros para a gestão de frotas. Acompanhe!

O que é telemetria?

A telemetria é um sistema integrado que tem como principal objetivo monitorar os veículos e coletar dados estratégicos sobre os componentes dos veículos. 

Ela é utilizada para comandar, medir e rastrear os veículos da frota de sua empresa remotamente. 

Através de uma comunicação sem fio (wireless), que pode ser feita por sinais de rádio ou satélite, é possível acompanhar a localização e diversos parâmetros de um veículo, mesmo a centenas ou milhares de quilômetros de distância.

Essa tecnologia é amplamente utilizada em máquinas, equipamentos e veículos em constante movimento. Por isso, sem ela, não seria possível realizar o controle dos mesmos. 

Além disso, através da telemetria ainda é possível coletar diversas outras informações e transmitir para uma central de monitoramento, como vamos explicar adiante.

Como funciona a telemetria veicular?

Um dos primeiros e mais difundidos usos da telemetria foi na Fórmula 1, já que os carros de corrida precisam ser monitorados pelos mecânicos e chefes de equipe durante toda a prova. 

E é exatamente neste contexto em que entra a telemetria: a tecnologia permite que cada detalhe sobre um veículo seja acompanhado, desde o consumo de combustível até parâmetros complexos que permitem a detecção de falhas.

Obviamente, a telemetria não é aplicada apenas em carros de corrida, mas também em veículos comuns. 

Dessa forma, frotistas e até mesmo empresas que possuem muitos carros, para os seus funcionários, por exemplo, já têm utilizado essa tecnologia.

A telemetria possui várias funções. Mas, dentre as principais, podemos destacar:

  • Acompanhamento da localização do veículo;
  • Monitoramento da performance;
  • Detecção de falhas ou perda de potência;
  • Acompanhamento do consumo de combustível;
  • Criação de um histórico de cada veículo.

É válido ressaltar que existem duas maneiras de coletar os dados na telemetria, como veremos a seguir.

Telemetria analógica

Um sistema de telemetria analógico utiliza sensores e o acompanhamento é realizado “sensor a sensor”. 

Ou seja, para obter dados sobre o RPM ou odômetro, por exemplo, é preciso instalar um fio no sensor responsável por cada componente.

Embora exija uma mão de obra mais especializada e cuidados na hora da manutenção para que o mecânico não “desinstale nenhum fio”, esse sistema costuma funcionar bem, especialmente para modelos de veículos mais antigos.

Telemetria digital

A telemetria digital permite que você se conecte remotamente a sistemas de controle de frotas que fazem a leitura digital dos componentes.

Essa é uma tecnologia presente em veículos mais novos (de 2009 em diante) e a sua grande vantagem está no fornecimento mais preciso, ágil e seguro dos dados.

Um sistema digital de telemetria permite ainda que você detecte falhas em tempo real. 

Ou seja, não é preciso esperar pela próxima manutenção para detectar uma falha que faz com que um caminhão gaste mais combustível, por exemplo.

Qual a diferença entre telemetria veicular e rastreamento?

O rastreamento – geralmente feito por GPS – é um componente essencial e central de um sistema telemático. 

No entanto, a telemetria não pode ser reduzida a um simples rastreador de veículos – já que ela possui uma série de outros recursos além do rastreamento.

É justamente por causa dessa versatilidade que a telemetria se tornou tão importante para o gerenciamento de frotas nos últimos anos.

Assim, diferente do rastreamento veicular, os dispositivos telemáticos capturam outros dados além da localização, como, por exemplo:

  • Velocidade do veículo;
  • Incidentes com veículos (frenagem brusca, aceleração e curvas);
  • Relatórios de inspeção remota;
  • Envio de trabalhos e mensagens;
  • Atividade elétrica ou do sensor;
  • Filmagem da câmera do painel, entre outros.

Além disso, os sistemas de telemetria integram o roteamento e a programação da manutenção com o desempenho do motorista, fornecendo uma solução mais abrangente e ampla para os principais desafios enfrentados pelo gerenciamento de frota. 

Logo, eles vão muito além do rastreamento veicular.

Quais são os benefícios da telemetria para a gestão de frotas?

A telemetria pode proporcionar diversos ganhos para a empresa. Por meio dessa tecnologia, além de ter o controle total dos veículos, os gestores de frota ainda experimentam outros benefícios.

Confira adiante!

1. Mais economia

A telemetria garante uma maior disponibilidade dos veículos além da redução e prevenção de quebras. Dessa forma, os seus custos, especialmente aqueles ligados à manutenção serão amortizados, visto que é possível prever com mais exatidão as paradas para manutenção.

2. Boa conduta dos motoristas

O controle de uma frota grande com diversos condutores, pode ser desafiador.

Com a telemetria, você consegue simplificar os processos de comunicação e otimizar o engajamento dos colaboradores, dado que todos terão os dados à disposição.

Além disso, através do monitoramento dos veículos, os motoristas tendem a seguir à risca as políticas da empresa e gastam mais tempo concentrados diretamente no trabalho em questão.

3. Segurança para a frota

Com a telemetria, você otimiza o gerenciamento de segurança da sua frota monitorando o comportamento do motorista e o desempenho do veículo. 

Isso é possível pela tecnologia permitir acompanhar dados em tempo real dos veículos, ativos valiosos para qualquer empresa. 

Da mesma forma, a carga precisa de toda a segurança possível, principalmente quando o transporte é realizado em estradas perigosas. 

Assim, a telemetria inibe a ação de criminosos, evitando, por exemplo, roubo de cargas e desvios de combustível.

Também permite que o atendimento emergencial seja direcionado diretamente ao local onde for necessário, por meio do rastreamento de localização.

4. Novas oportunidades de negócio

Clientes de maior porte possuem exigências mais rígidas. 

Dessa forma, uma frota monitorada por telemetria abre caminho para a sua empresa fechar mais negócios. 

Adicionalmente, a tecnologia pode ser utilizada como um diferencial na apresentação dos seus serviços e decisiva na hora de fechar contratos.

5. Manutenção de frota mais econômica

Como já mencionamos, a telemetria avisa os gerentes sobre problemas mecânicos com veículos e equipamentos em tempo real, o que permite que eles resolvam essas falhas mais cedo. 

Assim, você reduz o tempo de inatividade (o que não é apenas inconveniente, mas também pode ter sérios efeitos indiretos para outros trabalhos). 

Além disso, também fica mais simples o agendamento da manutenção preventiva, o que mais uma vez ajuda a maximizar o tempo de atividade do veículo e do equipamento.

Conclusão: a telemetria é uma grande aliada da sua gestão de frotas

Como observamos, a telemetria de veículos garante um controle mais preciso e amplo da sua frota. 

Com mais informações em tempo real, é possível tomar decisões mais assertivas e elaborar relatórios cada vez mais ricos. 

Isso torna essa tecnologia uma grande aliada para a sua gestão de frotas.

O seu custo de manutenção de frota está alto? Que impacto isso representa para as despesas com seus veículos no final do mês?

Embora seja necessário para evitar acidentes e manter a produtividade da sua operação, a manutenção representa um custo variável que pode oscilar bastante. Entretanto, pode sofrer uma redução significativa caso uma política de redução seja implantada.

Mas, afinal, com o controle de custos sempre em foco, como os gerentes de frota podem reduzir ainda mais os seus gastos com manutenção?

Qual é a importância da manutenção de frota?

É importante compreender que a abrangência da manutenção da frota vai além de correções quando tem algo errado no veículo.

É um procedimento que envolve conferências e reparos programados, pois é preciso realizar esforços para mantê-los funcionando perfeitamente na estrada.

Quando bem realizado, o gerenciamento de manutenção impacta diretamente no desempenho da operação, aumenta a produtividade e reduz custos de transporte.

Confira outros benefícios da manutenção da frota:

  • Atrasa o tempo de depreciação do veículo;
  • Diminui a incidência de reparos não programados;
  • Reduz a ocorrência de acidentes pela falta de manutenções periódicas;
  • Reduz as chances de ter uma frota ociosa e proporciona veículos mais disponíveis para circulação.

Quais são os tipos de manutenção de frota?

Existem basicamente 3 tipos de manutenção para a gestão de frotas: preventiva, corretiva e preditiva. 

Manutenção preventiva

O processo de manutenção preventiva é o mais comum no dia a dia das empresas é fundamental para a saúde de uma frota.

Ela compreende as manutenções programadas, de modo a evitar o máximo possível que os veículos saiam de circulação.

Geralmente, o intervalo e frequência das manutenções é estipulado segundo os dados das montadoras, mas é possível recorrer à tecnologia e dados contextualizados sobre a sua frota, como veremos adiante.

Manutenção corretiva

Este é o tipo de manutenção mais oneroso para a gestão de frotas. 

Isso porque a manutenção corretiva representa um custo não planejado e geralmente retira o veículo de circulação até que o problema seja resolvido. 

Apesar de não ser possível evitar as manutenções corretivas completamente, é possível amortizar os custos e reduzir a sua incidência através do investimento em outros tipos de manutenção.

Manutenção preditiva

Por fim, a manutenção preditiva, um processo proativo orientado por dados coletados a partir de tecnologias aplicadas aos veículos. 

Nesse tipo de manutenção, você pode analisar a condição de cada veículo e prever quando a manutenção deve ser realizada.

Além disso, através de recursos como machine learning e mineração de dados, a manutenção preditiva permite que a sua gestão crie um banco próprio de dados que trazem mais exatidão e previsibilidade para a sua gestão de manutenção.  

Planilha grátis - Planilha de controle de manutenção

Como fazer manutenção de frota com foco na redução de custos

Agora que você sabe os tipos de manutenção que não podem faltar na sua gestão, vamos saber como você pode colocá-las em prática na sua empresa.

Analise os dados da sua gestão de manutenção

Com tantas outras coisas para conciliar, muitas empresas com frotas não têm tempo, recursos ou infraestrutura para analisar os dados desse setor.

Paralelo a isso, existem gestores de frota que mantém os dados (muitas vezes sem sentido) em uma planilha na qual raramente fazem alterações e rastreiam as informações preenchidas.

Cenários como esses podem mudar quando você trabalha com um software de gestão capaz de realizar todo o gerenciamento da manutenção.

Dessa forma, você verá como os números podem ser valiosos para seus resultados financeiros. A coleta, armazenamento e a análise de dados geram um benchmarking (avaliação comparativa) e oferecem uma ideia melhor sobre a vida útil de cada veículo.

Além disso, você pode interpretar esses dados em insights acionáveis.

Use a tecnologia a seu favor

Um software de manutenção da frota é uma ferramenta muito valiosa e útil para ajudar a manter os custos de manutenção de frota os mais baixos possíveis. 

Com ele, é possível ter uma visão holística da sua rotina, com recursos que vão desde enviar ordens de serviço até cadastrar programas de manutenção.

Além disso, é possível ter visibilidade em todos os aspectos até encontrar oportunidades para reduzir custos operacionais.

Com o sistema da Sofit, por exemplo, você consegue economizar, ganhando tempo e evitando desperdícios de ativos em todos os tipos de manutenção.

Veja como:

– Na Manutenção Preventiva

Através da criação de planos de manutenção preventiva, o sistema emite alertas quando o prazo para execução está se aproximando e abre automaticamente as ordens de serviço para serem executadas. 

Assim, quando realizadas no prazo, você evita a quebra ou desgaste de outros sistemas e traz mais economia para a sua empresa.

– Na Manutenção Corretiva por Uso ou Desgaste

Por meio do sistema, é possível controlar todos os itens que estão sendo trocados nas manutenções corretivas por uso ou desgaste.

Além disso, você também consegue analisar com que frequência determinada peça está sendo substituída e comparar manutenções corretivas entre condutores para mapear o perfil de condução de cada um.

Por exemplo: quando dois condutores fazem a mesma rota e um deles tem maior desgaste de combustível, é possível analisar o perfil de cada motorista através dos dados captados.

É possível ainda exercer garantia de peças trocadas, evitando gastos com peças ainda em garantia. 

Além disso, com o módulo de regulação de orçamentos (nova funcionalidade do Sofit) é possível verificar se os orçamentos enviados pela oficina/locadora estão dentro dos padrões de valor de peça, valor de mão de obra e quantidade de horas.

Isso possibilita um maior controle, redução de custos e aumento na disponibilidade dos veículos.

– Na Manutenção por sinistro

Nas manutenções por sinistro, o sistema da Sofit permite a criação e classificação do incidente (colisão, atropelamento, aquaplanagem, etc…) 

Essa função, além de ter todas as características da manutenção corretiva, também está conectada com o recurso de desconto em folha.

Logo, quando o desconto em folha está presente na política da empresa, seja ele integral ou parcial, o repasse é feito para o condutor, dependendo do ocorrido.

Determine a abordagem mais econômica para manutenção

A escolha de uma manutenção interna ou terceirizada pode ser um fator importante nos custos de uma frota.

Para algumas, o gerenciamento eficiente da manutenção requer uma combinação das duas práticas.

Por isso, é preciso analisar o custo-benefício de cada caso. 

Fatores como custos de manutenção de frota pré-acordados e técnicos especializados são algumas das vantagens da terceirização do serviço de manutenção.

Enquanto isso, o controle total da qualidade do serviço e a gestão de peças de inventário pesam na decisão pela manutenção interna.

Crie e siga programas de manutenção de frota

Custos mais altos podem resultar de algo simples, como não se preparar para cumprir os cronogramas e procedimentos descritos nos programas de manutenção de rotina da frota. 

Do mesmo modo, a manutenção programada tem custos mais previsíveis porque permite planejar com eficiência e saber quanto tempo levará um intervalo de serviço, além das peças, mecânicos, ferramentas e espaço necessários. 

Planejar um programa de manutenção – e mais importante, executá-lo – representa um trabalho de maior qualidade e otimiza a produtividade a um custo mais baixo.

Fazendo isso com instruções claras e concisas na forma de checklists que definem os serviços que precisam ser executados, torna-se mais fácil reduzir custos.

Mantenha uma boa gestão de inventário

Geralmente, a troca de peças em veículos acontece durante o processo de manutenção corretiva – a mais cara entre os tipos de manutenção.

Para reduzir o custo de manutenção de frota, o gestor pode adquirir as peças de reposição previamente, implementando uma gestão de inventário na organização.

Igualmente, se as peças necessárias não estiverem disponíveis para manutenção ou reparos, esses custos aumentarão.

Um meio abrangente de gerenciamento eficiente do estoque de peças é um importante elemento de economia de custos. O estoque certo para os veículos da frota ajuda a garantir que eles gastem menos tempo na oficina.

Assim, você evita longos períodos de paralisação por falta de peças e ainda pode conseguir os itens por um preço mais em conta, já que o caráter “urgência” não está em jogo.

Contrate motoristas experientes

Condutores experientes geralmente conhecem boas práticas de direção econômica, defensiva e podem colaborar com a sua política de redução de custos com manutenção.

Apesar disso, cabe ao gestor de frotas definir o papel dos condutores na redução dos custos com manutenção.

Dessa forma, pense como transformá-los em aliados:

  • Eles deverão verificar a calibragem dos pneus?
  • Fazer um checklist diário?
  • Com que frequência devem reportar as condições dos veículos?

Comunique as ideias de redução de custos de manutenção

Estabelecer um processo de manutenção eficiente e econômico é um ótimo passo, mas como você pode transmitir essa mensagem? 

Comunicação interna, RH e demais departamentos devem trabalhar juntos em prol deste objetivo. 

Então, faça com que cada um entenda a sua função na missão de reduzir os custos de manutenção de frota.

Realize o cruzamento de dados da sua frota

Através dos relatórios, indicadores e dashboard, é possível comparar os seus custos de manutenção (preventivo, corretivo e sinistros) e cruzar diversos outros, como:

  • Períodos anteriores ao uso da tecnologia;
  • Filiais;
  • Condutores;
  • Rotas;
  • Modelos de veículos;
  • Fabricantes de pneu, etc.

Assim, com tantas formas de cruzamento de dados, você pode tomar outras ações de redução de custo, como reduzir o consumo de combustível a partir da escolha de um modelo adequado para a rota, por exemplo.

Viu como um sistema de gestão de frotas pode ser útil em sua estratégia de manutenção? Se ficou interessado, entre em contato com a Sofit!

Não é à toa que empresas estão adotando o modelo SaaS para a gestão de frotas. O Software as a Service, ou Software como Serviço, em português —   é um modelo de licenciamento que permite o acesso ao software por assinatura. 

Com o SaaS, cada usuário acessa os programas pela Internet, ao invés de ter que instalar um software no computador.

O SaaS para a gestão de frotas é uma tendência que colabora com a aceleração do processo de transformação digital, centraliza e confere mais mobilidade para a sua gestão de frotas, já que é baseado na nuvem.

Esse modelo ainda traz diversos outros benefícios para a gestão de frotas da sua empresa. Listamos os principais neste artigo. Se ainda está avaliando sobre a contratação deste modelo, continue lendo e tire as suas dúvidas!

Por que aderir às soluções em SaaS para a gestão de frotas?

As soluções SaaS são baseadas na web, tornando-as fáceis de implantar e flexíveis o suficiente para atender às necessidades das organizações, independentemente do tamanho ou complexidade.

Mas se você ainda está relutante quanto a adoção do modelo SaaS para a sua gestão de frotas, deveria saber que utilizar um sistema nativo ou adquirir a licença de um software pode não garantir a segurança e praticidade que o dia a dia exige.

Isso porque um sistema precisa estar em constante evolução. Caso contrário, ele não vai incorporar as novas demandas que surgem com o tempo.

Além disso, um sistema próprio vai demandar muito esforço para o seu time de TI. Como resultado, você terá pouca ou nenhuma capacidade para gerenciar tarefas dinâmicas.

Isso leva a custos adicionais, planejamento de frota fragmentado e subutilização de ativos.

Agora, confira 5 vantagens do SaaS para a gestão de frotas:

1. Simplifica e centraliza a sua gestão de frotas

Empresas que adotam o modelo SaaS para a sua gestão experimentam um rápido processo de inovação. Inovar, neste caso, significa tornar mais simples tarefas complexas.

Dessa forma, os sistemas são projetados para simplificar e gerenciar problemas de logística complicados e difíceis, adotando uma abordagem integrada de ponta a ponta para a sua gestão. 

Essa visão holística permite desde o planejamento de rota ideal, até reduções nos custos de combustível, além de melhorias significativas na utilização de ativos.

As soluções SaaS permitem ainda que os operadores acessem recursos avançados de planejamento de rotas sob demanda.

Assim, você evita o alto custo de investimento de capital e a equipe interna de TI necessária para a integração de sistemas avançados. 

2. A gestão de frota passa a ser uma área estratégica

Com a aceleração do uso de computação em nuvem pelo setor logístico, a tecnologia SaaS para a gestão de frotas vem se tornando uma tendência global. 

Tanto para a gestão de frotas como para o gerenciamento de manutenções, o modelo de contratação como um serviço permite que as empresas consigam estruturar melhor os seus investimentos, já que você paga por um sistema totalmente flexível.

Dessa forma, se antes apenas as grandes empresas poderiam investir em tecnologia, dado o custo dos sistemas de gestão, hoje, com as soluções SaaS, pequenas e médias empresas também podem investir em um software de qualidade.

Tudo isso com um custo bem mais baixo que os softwares tradicionais — automatizando seus processos, trazendo mais eficiência, segurança e aumentando a produtividade das equipes.

Assim, a gestão de frotas, uma área que antes respondia apenas operacionalmente, passa a se tornar mais estratégica, contribuindo para a melhoria nos resultados da empresa.

3. Soluções em SaaS para a gestão de frotas contribuem com a redução de custos

É bem comum que empresas tenham que arcar com altos custos de manutenção contínua de sistemas, atualizações, além daqueles relacionados com a infra-estrutura do software.

Com a utilização de um SaaS para a gestão de frotas, a sua empresa reduz esses custos drasticamente.

Isso porque com o SaaS, você tem a integração dos dados e a automatização dos processos, o que, por consequência, promove maior controle e acompanhamento das operações.

Tudo isso contribui para que as análises sejam mais assertivas para encontrar oportunidades de melhorias, otimização dos processos e aprimoramento dos resultados — o que influencia diretamente no custo operacional total.

4. Tornam a sua empresa mais competitiva

Já citamos que algumas das vantagens de um SaaS para a gestão de frotas da empresa são a otimização dos processos e a redução de custos. 

Com esses dois fatores, as empresas passam a ser mais competitivas no mercado, visto que operar com custos reduzidos permite oferecer valores mais baixos, atraindo ainda mais clientes. 

Além disso, processos otimizados resultam em maior qualidade no serviço prestado e, como consequência, no aumento da satisfação dos clientes com relação à empresa.

5. SaaS para a gestão de frotas traz mais mobilidade e flexibilidade para a sua operação

Como os softwares SaaS são acessados via internet, em vez de serem instalados em máquinas, é possível ter acesso às informações de qualquer lugar, a qualquer momento. 

Isso significa que gestores podem acessar dados importantes mesmo quando não estão na empresa e que motoristas também podem fornecer informações importantes a respeito do transporte — parte essencial no controle e monitoramento de cargas.

Em mercados cada vez mais competitivos, obter informações imediatas pode ser a vantagem que a empresa precisava para tomar decisões estratégicas e até mesmo sair na frente de seus concorrentes no quesito transparência com os clientes.

Pronto para aderir ao SaaS para a gestão de frotas?

Como podemos ver, as vantagens do SaaS para a gestão de frotas engloba desde a redução de custos operacionais até o impacto que essas melhorias causam nos clientes e em sua percepção da empresa e dos serviços prestados. 

Por serem entregues como um serviço, podem ser facilmente ampliados ou reduzidos conforme as necessidades do negócio, sem alterações na infraestrutura.

Logo, a adoção de um modelo SaaS ainda oferece suporte às operadoras de maneira contínua, desde o planejamento inicial até a execução e a análise.

Você já sabia das vantagens de um SaaS para a gestão de frotas? Agende uma demonstração e conheça nossa ferramenta para obter na prática as vantagens citadas no artigo!

Aché, Hypera e Farmoquímica, além de BASF em parceria com a ALD Automotive. Essas são algumas das empresas do setor que contam com a tecnologia da Sofit para otimizar os seus processos de gestão de frotas para laboratórios farmacêuticos. 

Com a alta da demanda, a automatização do processo de transporte auxilia na gestão dos representantes de venda, facilitando o controle de visitas para demonstração de catálogos para médicos e farmácias.

Sendo assim, a gestão de frotas para laboratórios farmacêuticos torna-se um fator competitivo importante para empresas do segmento que desejam otimizar e expandir as suas operações em 2021.

Neste artigo, você conhece os principais desafios do setor e confere a importância da gestão de frotas para a indústria farmacêutica.

Continue lendo!

Os desafios da gestão de frotas para laboratórios farmacêuticos

 

Somente em 2020, impulsionado pela pandemia do coronavírus e pela busca acentuada de suplementos, vitaminas, relaxantes e antidepressivos, o setor farmacêutico cresceu 13,6%.

Esse crescimento traz mais urgência para o enfrentamento dos maiores desafios do setor, sendo a centralização das informações da frota, um dos principais no momento.

Isso porque, com o mercado aquecido, a demanda aumenta: representantes de laboratórios transportam mais amostras, precisam conferir mais faturas e fazer mais orçamentos.

Nesse sentido, o investimento na gestão de frotas para laboratórios farmacêuticos é um elemento essencial para o gerenciamento, uma vez que traz automação, precisão e melhora a produtividade dos processos.

 

Como a Sofit auxilia a gestão de frotas para laboratórios farmacêuticos?

Laboratórios necessitam focar na sua atividade fim, ou seja, é fundamental ter todos os dados sobre a frota acessíveis.

Além disso, representantes de vendas precisam de orçamentos facilitados e informações sempre à mão, para transformar em relatórios.

Com a Sofit, é possível fazer tudo isso. Confira abaixo como a nossa ferramenta auxilia na gestão de frotas para laboratórios farmacêuticos na prática:

Centralização de todas as informações da frota

Laboratórios farmacêuticos precisam ter todas as informações referentes à frota de forma acessível e em um só lugar. 

Através de importações e integração com os principais players de mercado, a Sofit permite armazenar todos os dados referente a frota de veículos, gerando buscas e resultados rápidos e eficientes. 

 

Fechamento de orçamentos

A gestão de orçamentos é outra demanda dos laboratórios farmacêuticos. Dentro do SofitView é possível analisar, por exemplo, custos por fornecedor, preço médio por item, além do controle de estoque mínimo. 

Sendo assim, esses relatórios ajudam o laboratório a entender se o preço cobrado por determinado produto/mão de obra está na média que a empresa vem pagando. 

 

Conferências de faturas (locadora) 

Com um sistema alimentado e atualizado é possível analisar todos os veículos ativos e inativos da sua frota, além de todos os custos apresentados na fatura da locadora. 

 

Aprovação de orçamento de manutenção

Você tem problemas com a reposição de peças? Ou acha que poderia pagar menos por elas? A Sofit disponibiliza uma plataforma para consulta com o valor médio das peças no mercado. 

Assim, fica mais fácil entender se o que foi apresentado no orçamento da oficina está dentro da média. 

ebook gestão de grandes frotas leves

Comunicação da frota com o condutor por APP

A Sofit também disponibiliza um aplicativo, disponível para Android e IOS que tem por objetivo centralizar todas as demandas entre “condutor X frotas”. 

É de uma ferramenta que você pode customizar de acordo com a sua demanda.

Ou seja, pode ser utilizado para “solicitar aumento de limite de um cartão de abastecimento” e/ou “reservar um veículo”, por exemplo. 

Além disso, o APP disponibiliza ao condutor uma média de consumo atualizada, infrações e manutenções pendentes, assim como as pendências documentais do veículo e/ou condutor. 

 

Conferência dos Indicadores de custos

Dados ajudam laboratórios a tomar decisões mais assertivas. A Sofit disponibiliza mais de 80 relatórios na plataforma, além da possibilidade de criar relatórios personalizados, de acordo com a necessidade de cada cliente. 

 

Controle de manutenção

Através de um plano de manutenção preventivo é possível receber alertas sobre vencimentos, sejam eles dias, horas ou km. 

Além disso, toda manutenção realizada pode ser lançada nas Ordens de Serviço.

Assim, o laboratório tem um controle referente  ao valor previsto X realizado, despesas com manutenção, dentre outros relatórios.

 

sofit para labs farmaceuticos

 

Uma gestão de frotas automatizada garante mais negócios para os laboratórios

 

De antemão, você deve saber que a tecnologia pode ser uma aliada na força de vendas dos laboratórios farmacêuticos.

Sendo a equipe de vendas o principal elo entre o laboratório, farmácias e médicos, é preciso amarrar bem todo esse esforço de vendas.

Enquanto representantes precisam cumprir um volume de visitas, apresentar o conceito dos medicamentos e até mesmo cuidar do trade marketing, laboratórios precisam garantir que o investimento com os deslocamentos criem receita.

Neste sentido, com o sistema de gestão de frotas da Sofit, o laboratório consegue acompanhar e organizar todas essas visitas, avaliar corretamente os custos dos deslocamentos e, através de relatórios personalizados, entender o custo total da operação.

 

A Sofit pode ser a sua aliada na gestão de frotas para laboratórios farmacêuticos!

 

Em suma, uma gestão de frotas automatizada e que confira uma visão global das operações para o gestor é fundamental para o transporte e apresentação de medicamentos.

Empresas do setor que contam com a tecnologia para otimizar a gestão de frotas para laboratórios farmacêuticos enfrentam menos problema e garantem mais produtividade ao processo de forma geral.

Aqui na Sofit, temos experiência na gestão de frotas para laboratórios farmacêuticos e, além de oferecer a tecnologia, dispomos de profissionais que vão ajudar a sua empresa a aproveitar ao máximo o nosso sistema, eliminando os gargalos da sua operação.

Conte com a gente e agende uma demonstração gratuita hoje mesmo!

O gerenciamento estratégico de frota não é só preencher planilhas, resolver problemas e acompanhar as demandas dos seus veículos. Pelo menos, não deveria ser. Não nos tempos de hoje, onde a automação dos processos operacionais já é uma realidade.

Neste sentido, um gestor de frota estratégico está menos focado na operação e mais na otimização dos processos através da análise de dados.

Dessa forma, também é possível um maior controle e elaborar táticas para obter resultados em curto, médio e longo prazo.

Primeiro, o que é um gerenciamento estratégico de frota e transporte?

Entenda como o “gerenciamento estratégico de frota” são esforços realizados para automatizar os processos repetitivos dentro de uma operação de transporte.

Além disso, quando falamos em estratégia, estamos nos referindo á utilização de dados para a tomada de decisão. Isso só é possível com o auxílio de um sistema de gestão de frotas adequado.

Assim, pode parecer surreal que um gestor de qualquer setor não tenha que interferir na operação quando é necessário.

Na área de transportes e gestão de frotas não poderia ser diferente. Entretanto, a operação não deve ser de responsabilidade apenas do gestor. 

 

É como se um arquiteto ou engenheiro assumisse o papel do mestre de obras, por exemplo. Possivelmente, ele teria capacidade para isso, mas a quem caberia o papel da gestão da obra? 

Apesar de, geralmente, motoristas experientes e analistas assumirem o posto e possuírem as habilidades para tocar a operação, ela deve ser delegada e gerenciada. De modo a evitar perdas de tempo e permitir que o gestor tenha uma visão mais geral e foco no cumprimento de metas.

 

A construção de um gestor de frota estratégico

Atualmente não temos no Brasil uma formação acadêmica especializada para gestores de frota, o que existe são módulos de gestão de frota nas graduações, especializações e pós-graduações na área de logística.

Enquanto isso, eventos e convenções como o Welcome Tomorrow pautam as novidades do setor de mobilidade e devem estar na agenda de gestores que buscam se aperfeiçoar no cargo, adotando tendências na sua gestão estratégica.

Mesmo que este cargo tenha surgido de modo inesperado, afinal, mecânicos, compradores e financeiros, muitas vezes assumem a função de gestor de frota. Porém é fundamental que você se atualize e busque conhecimento para se aprimorar na atividade.

 

Quais Conhecimentos e Habilidades do Gestor de Frota deve ter para uma gestão estratégica?

Para um gerenciamento estratégico de frota, os seguintes conhecimentos e habilidades básicas são necessárias:

  • Conhecimento de Legislação de Trânsito;
  • Conhecimento de Técnicas de Direção e Segurança no Trânsito;
  • Noções de Mecânica;
  • Gestão de Pessoas;
  • Noções de Logística;
  • Técnicas de Negociação;
  • Gestão de Custos e Financeira.

Como é possível perceber, de uma forma geral não é fácil encontrar graduações e pós-graduações especializadas no gerenciamento da frota. Também não há função interna nas empresas que prepare de forma completa um gestor de frota.

Este cenário, aliado a falta de investimento, propicia que o “Gestor de Frota” passe a ser um profissional que entende muito bem a parte técnica. Porém não faz a sua função de gestor corretamente, pois peca na parte de análise e tomada de decisões. 

Gestão de Dados: uma habilidade-chave para um gerenciamento estratégico de frota!

Com a transformação digital, uma tomada de decisões mais ágil baseada em dados integrados tornou-se uma habilidade chave da chamada gestão 4.0.

Fato é que saber utilizar os dados e acompanhar dashboards tornou-se uma atribuição do gestor de frota. 

Numa operação, vários tipos de dados são gerados e acumulados, seja em planilhas ou relatórios automáticos. 

É papel do gestor utilizar esses dados em favor da empresa, analisando falhas, gargalos e gráficos para tomar decisões estratégicas, baseadas em dados e não em puro “achismo”.

 

Aplicando o Gerenciamento de Frota Estratégico na Prática

Para atingir melhores resultados na prática, é necessário controlar e reduzir os custos de forma totalmente gerencial. 

É fundamental ter uma visão global de todos os veículos e serviços prestados, sempre acompanhando em que áreas é possível melhorar.

Tenha em mente que controlar os custos da frota é uma forma de obter melhores resultados e potencializar os lucros da empresa. 

Uma boa forma de evoluir para um Gestor de Frota estratégico é ter sobre controle o custo total da sua frota por km rodado e por mês. Incluindo todos os custos abaixo:

  • Depreciação/leasing/financiamento;
  • Combustível;
  • Manutenções Preventivas e Corretivas;
  • Pedágio;
  • Multas;
  • Impostos (IPVA, DPVAT, Taxa de Licenciamento);
  • Telemetria/Rastreamento.

O monitoramento da frota também torna possível o levantamento de dados para a formulação de indicadores e realização de análises. Com isso, obtém-se um gerenciamento com maior visão do negócio, possibilitando a tomada de decisões mais estratégicas e menos operacionais.

 

Gestão de Frota: Menos foco na operação e mais na estratégia

Gerenciar é organizar, planejar e executar atividades que facilitem o processo de trabalho da sua área. 

A gerência deve ser feita sobre coisas, pessoas ou ambos. Afinal o gerente organiza seu ambiente de trabalho, toma decisões, direciona o trabalho de funcionários ou membros de uma equipe. Quando o Gestor de Frota não se atenta a este conceito, ele acaba se tornando um gestor operacional.

 

A SOFIT te ajuda na sua gestão estratégica de frota!

Utilizar um software de gestão de frotas é, entretanto, a melhor forma de alterar o gerenciamento, tornando-o mais estratégico e menos operacional. 

Os sistemas permitem a administração de qualquer tipo ou tamanho de frota, proporcionando ótimos resultados em todos os casos.

Afinal, garantem uma visão do processo e dos gastos, permitindo a detecção de gargalos. Tudo isto através de indicadores prontos, facilitando, assim, muito a gestão de frotas.

 

Caso já esteja preparado e deseje implementar hoje uma gestão estratégica de frota, entre em contato conosco e solicite um teste grátis.

 

 

Como gestor, você já deve ter percebido que o sistema de gestão de frota é o coração do seu negócio, certo? Sem ele, organizar demandas de manutenção, gestão de multas, inventário e combustível torna-se praticamente impossível.

Acontece que alguns gestores de frota ainda estão entrando no mundo da integração dos dados e da transformação digital. Pois é comum que algumas empresas utilizem planilhas ou que façam uso de softwares que não entendem completamente.

Então, caso este seja o seu caso, confira este artigo. Nele, vamos mostrar os benefícios de um sistema de gestão de frota com base no que os nossos clientes falam sobre a Sofit.

Acompanhe!

 

1. Um sistema de gestão de frota proporciona um maior controle de custos

Vamos ser sinceros: 10 em cada 10 gestores esperam que um sistema ajude-os a controlar e reduzir os seus custos, não é mesmo?

É fundamental que o investimento no sistema seja proporcional a economia gerada no fim das contas. 

É isso que acontece com a Sofit, principalmente, porque o nosso sistema de gestão de frota é modular, ou seja, atende às suas necessidades específicas, sem espaço para recursos que não serão utilizados.

De forma resumida, aderir um sistema de gestão de frota vai proporcionar um controle e acompanhamento maior de todos os gastos relacionados aos veículos. Isso incluem as despesas referentes às manutenções e trocas de peças.

Com um controle mais apurado é possível identificar exatamente a composição desses gastos, avaliar as discrepâncias, apontar melhorias, entre outras coisas.

2. Automatização de processos

Você já parou para pensar quanto tempo gasta com trabalhos manuais e repetitivos? O controle de manutenção, cadastramento de peças, entrada e saída de motoristas. Tudo isso, quando somado representa um desperdício de tempo e dinheiro.

Como gestor, você também deve estar focado na otimização do seu negócio e não em preencher dados em planilhas.

Os sistemas de gerenciamento de frota podem fornecer relatórios por hora, diariamente ou semanalmente, com base nos critérios que você precisa cumprir. 

Se você deseja entender os hábitos de sua frota de veículos e fazer ajustes com base na análise, um sistema de gestão de frota permite que você faça isso.

3. Um sistema de gestão de frota aumenta a produtividade do seu time

É uma dedução simples: ao automatizar processos mecânicos, você ganha tempo, certo? Com mais tempo, os seus colaboradores podem estar focados em trabalhos mais estratégicos e tornam-se mais produtivos.

Com um sistema de gestão de frota, o aumento da produtividade se dá a partir da economia de tempo e mão de obra. 

Um bom exemplo ligado a essa vantagem é a redução no tempo gasto para executar determinadas atividades depois que o sistema é implementado. Isso porque processos manuais são mais demorados, comprometendo o rendimento da equipe.

Além disso, também é possível verificar um aumento da produtividade dos veículos da frota. Visto que sua disponibilidade é aumentada com a utilização do sistema — vamos falar sobre isso mais abaixo.

4. Maior disponibilidade da frota com o controle do sistema de gestão

Responda rápido: na sua empresa, quantos veículos precisam passar por uma manutenção? Você poderia informar para um cliente quantos deles estão disponíveis para a coleta de uma carga grande?

Responder a essas perguntas sem um sistema de gestão de frotas é uma tarefa, no mínimo, demorada. 

Muito além de informações a um clique, um software permite aumentar a disponibilidade dos seus veículos, uma vez que promove uma melhoria no seu planejamento de manutenções e dimensionamento da frota.

As manutenções passam a ser agendadas antecipadamente. Isso evita que vários veículos sejam enviados à oficina ao mesmo tempo. Uma redução significativa de tempo de ociosidade.

Com isso, o índice de atendimento dos pedidos expedidos também se eleva, evitando, assim comprometer os prazos e garantindo maior satisfação dos clientes.

5. Garante mais eficiência de combustível por veículo 

Um sistema de gerenciamento de frota permite que um gerente de frota analise o comportamento dos motoristas e também veja os tempos ociosos de cada veículo. 

Alguns sistemas podem, também, fornecer mais informações sobre o veículo e os hábitos de combustível de um motorista, bem como as condições de condução. 

Quando mais informações são fornecidas sobre reabastecimento, as empresas podem, então, tomar decisões mais informadas e fazer alterações baseadas em dados, em vez de teorias e suposições.

6. Melhora a segurança da frota 

Seus sistemas de gerenciamento de frota podem, também, oferecer uma oportunidade para melhores hábitos de segurança. 

Essas informações permitirão que você tome decisões mais assertivas sobre como melhorar os hábitos do motorista, trazer comportamentos perigosos à direção e muito mais.

7.  Eleva a satisfação do cliente

Um sistema de gerenciamento de frota melhora, assim, os tempos de entrega e reduz os tempos de espera dos clientes. 

Você, então, poderá fornecer um serviço mais eficiente e eficaz a todos os seus clientes, independentemente da operação executada. 

8. Promove a segurança do motorista 

O gerenciamento de frota não é apenas manter seus veículos em ótimas condições de funcionamento – ele também garante que as pessoas que os dirigem estejam seguras. 

Veículos com manutenção em atraso podem colocar em risco seus motoristas na estrada. 

Acompanhe alertas de segurança importantes para manter seus veículos funcionando sem problemas e seus motoristas em segurança.

9. Ajuda a eliminar fraudes dos funcionários

Você ainda utiliza folhas de ponto manuais? No caso de abastecimentos imprevistos, como você controla? Através de recibos? Tenha muito cuidado com processos manuais! 

Um sistema de gestão de frota pode fornecer dados sobre entrada e saída de motoristas e permite um controle mais apurado sobre as atividades dos seus colaboradores, evitando fraudes.

10. Reduz custos com mão de obra

Como gerente, é importante garantir que eles não estejam perdendo tempo na estrada, não é mesmo? Então deixe o software de gerenciamento de frota verificar automaticamente para você.

Conte com um dos melhores sistemas de gestão de frota do Brasil!

Como você pode perceber no post de hoje, os benefícios de usar um sistema de gestão de frotas são inúmeros e podem ser percebidos não só internamente como também pelos clientes da empresa.

Agora, leitor, aproveite os comentários e nos conte: o que achou desse artigo? Quer saber como o nosso sistema de gestão de frotas pode beneficiar sua empresa? Entre em contato conosco agora mesmo e esclareça todas as suas dúvidas!

O controle de custos da frota é a principal preocupação dos gestores. Afinal, custos operacionais desequilibrados acabam atrasando todo o planejamento. Já que, sem recursos, é praticamente impossível pensar em melhorias.

Então, o investimento em um sistema de gestão de frotas fácil de operar e que realmente atenda todas as suas necessidades deve estar no seu radar. 

Vamos mostrar de forma prática como o nosso software faz o controle de custos e, também, contribui para a compreensão do custo por km rodado. 

Continue acompanhando e saiba mais!

 

Controle de Custos da Frota: uma prerrogativa para uma boa gestão

 

 

Todo início de ano é uma oportunidade para gestores de frota realizarem uma análise de tudo que funcionou e, assim, eliminar tudo aquilo que deu errado no último planejamento.

Os custos da frota isolados, apesar de não serem um indicativo completo para a tomada de decisão, devem, afinal, serem considerados e analisados com profundidade através de relatórios e infográficos.

Assim você consegue chegar até a raiz do problema e realizar um trabalho de controle de custos da frota mais eficaz. Sem ter que atirar no escuro.

Vamos mostrar, então, como o Software de Gestão de Frotas da Sofit pode te ajudar nesta importante missão.

 

Controle de combustível: o principal desafio dos gestores de frota

Os constantes aumentos do preço dos combustíveis impactam certamente no controle dos custos de frota. 

Isso porque, além de tentar equilibrar os custos, definindo os melhores postos para abastecimento, o gestor ainda deve monitorar. Cuidando para enviar para as ruas os veículos que consomem menos e analisando possíveis fraudes.

Sendo assim, o controle de abastecimento torna-se uma das tarefas mais importantes para a gestão de frotas.

Como a Sofit pode te ajudar?

O software de Gestão de Frotas da Sofit te ajuda com os seguintes recursos:

  • Possibilita a realização de comparativos por marca e modelo;
  • Aponta o consumo por veículo e por motorista;
  • Identifica as rotas mais eficientes (em termos de consumo de combustível).

Além disso, os nossos clientes têm acesso a um painel completo com informações que auxiliam a tomada de decisão. Tudo isso em tempo real e com a possibilidade de consulta de qualquer lugar.

 

Controle de pneus: equilibrando a vida útil deste item

 

Muitas vezes negligenciado. os custos com pneus estão diretamente relacionados com o processo de manutenção dos mesmos.

A ideia aqui é trabalhar de forma preventiva para aproveitar o máximo dessas peças tão importantes para o equilíbrio dos custos da frota.

Como a Sofit pode te ajudar?

Abaixo, confira como o Sistema de Gestão da Sofit pode contribuir para aumentar a vida útil dos pneus e controlar os custos da sua frota:

  • O software permite o controle do tempo de vida útil dos pneus, um dos fatores principais no cálculo de custo por km rodado;
  • Emite alerta para o momento de realizar a reforma dos pneus; 
  • Aponta as receitas obtidas com o descarte;
  • Fornece um painel com informações gerenciais.

Para saber mais sobre o custo do pneu por quilômetro rodado e traçar um panorama da sua situação atual, considere que:

O custo do pneu por km rodado é calculado pela proporção do tempo de vida útil do pneu versus os custos que a empresa arcou com pneus no mesmo período. 

Feito isso, basta saber qual foi a quilometragem média percorrida nessa mesma janela de tempo. E, então, realizar a conta média do custo com pneu por km rodado.

 

Controle dos Custos com Manutenção: outro desafio para os gestores de frota

 

Imagine ter a sua disposição um software assertivo, capaz de lembrar a você previsões sobre as próximas manutenções agendadas de forma simples e prática?

Por estar em constante diálogo com profissionais do setor e participar das principais discussões sobre mobilidade e gestão de frotas, a Sofit entende perfeitamente esta dor de todo gestor.

É justamente por isso que o nosso Software possui recursos especialmente pensados para auxiliar você nesta tarefa.

Como a Sofit pode te ajudar?

O módulo de gestão da manutenção da frota do SofitView permite o controle de custos no curto e médio prazo. Além de fornecer previsões para as próximas manutenções. 

Ele também permite gerenciar os planos de manutenção e as ordens de serviço abertas, identifica tarefas vencidas e a vencer e registra todas as atividades de manutenção.

Com o controle rigoroso de todas as manutenções, é possível chegar ao custo médio de manutenção por km rodado em determinado período. Incluindo a informação isolada por veículo.

 

Custo Gerais da Frota: mantendo o controle de tudo

Cada veículo gera custos fixos e variáveis. Já fizemos um apanhado geral sobre os principais custos gerais da frota no Blog da Sofit.

Aqui, basta entender que além disso, você precisa gerenciar custos por motoristas, rotas, controles de gastos por viagem.

Provavelmente, como gestor, você também tem que se debruçar sobre orçamentos de custos previstos e realizados. Além de ter que se ater às questões administrativas. Não é mesmo?

A boa notícia é que o Software da Sofit pode te ajudar no controle de custos da frota. Saiba como abaixo!

Como a Sofit pode te ajudar?

Além de oferecer informações a respeito dos custos com combustível, pneus e manutenções, o sistema da Sofit também auxilia no controle de despesas como:

  • Alimentação;
  • Hospedagem;
  • Limpeza, etc.

 

Como você deve saber, esses pequenos custos acabam, portanto, pesando no final do mês. Eles compõem o que podemos caracterizar como “custos invisíveis da frota”. E também devem fazer parte do  custo por km rodado.

 

Quer saber mais sobre a Solução da Sofit para o controle de custos da frota?

Como podemos ver, o software de gestão de frotas permite que seja feito um controle rigoroso e detalhado dos custos que uma frota gera para a empresa, incluindo as despesas geradas por viagem. 

É por meio do controle dessas informações que se torna possível chegar a um valor mais real de qual é o custo por km rodado em determinado período.

Quer saber melhor como a Sofit pode ajudar sua empresa no controle de custos e a aprimorar a gestão de frotas? Entre em contato conosco agora mesmo e tire todas as suas dúvidas!

 

É imperativo para todos os gestores: gestão de frota e inovação devem caminhar juntos. É dessa forma que grandes empresas conseguem a excelência no gerenciamento, sempre se adaptando, analisando dados e aderindo recursos cada vez mais modernos.

Mas até onde a inovação por inovação impacta diretamente no desempenho da sua frota de veículos. Será que inovar está diretamente ligado a uma economia real, mesmo que em médio e longo prazo?

Neste artigo, vamos discutir os mitos e verdades relacionados com a gestão de frota e inovação. Continue lendo para saber mais!

 

Gestão de Frota e Inovação: o que realmente significa?

O setor de gestão de frota está passando por um período de transformação sem precedentes. Com o advento do telefone celular certamente ninguém mais consegue trabalhar desconectado. 

O senso de urgência, provavelmente vai continuar a permear todos os setores. Dessa forma e com o surgimento da nuvem e do big data, a gestão de frota deve convergir sempre para o compartilhamento de informações com foco no cliente.

Porém, antes de discorrer sobre o tema “inovação”, é preciso centrar a nossa análise nos processos de inovação.

É preciso entender que quando falamos de gestão de frota e inovação não estamos nos referindo de forma isolada aos veículos elétricos, integração de dados, mobilidade sustentável ou sistemas de última geração.

Afinal, inovar, no sentido amplo da palavra, quando está enquadrada no gerenciamento, representa a sua capacidade de implementar ideias que tragam benefícios para a empresa ou para a sociedade de forma contínua.

É preciso, então, abandonar e desapegar de velhos hábitos!

 

Exemplos de Inovação na Gestão de Frota que deverão ser vistos em um futuro próximo

  1. Avaliação dos esforços para redução de carbono 

A mobilidade sustentável é a palavra da vez para gestores de frota. Dito isto, alguns dos sistemas telemáticos mais recentes incentivam uma condução mais ecológica e mostram exatamente quanto carbono você usou / economizou em cada jornada. 

É possível também quantificar seu impacto no meio ambiente e destacar as medidas que você está implementando para reduzi-lo. Boas notícias para empresas com visão de futuro, não é mesmo?

 

  1. Gamificação na Gestão de Frota

Outra frente bastante divulgada quando se fala em Gestão de Frota e Inovação é a Gamificação. Empresas de vários setores estão adotando esse processo como uma maneira de envolver, motivar e reter motoristas. 

As frotas podem tirar proveito dos aplicativos de gamificação para alcançar os objetivos da empresa. 

Os placares e medalhas incentivam a competição amigável entre os condutores, enquanto os gerentes podem aproveitar os relatórios de tendências semanais e trimestrais. 

Só tome cuidado para que a velocidade média dos veículos não seja, sob hipótese alguma, um item a ser considerado para o seu processo de bonificação.

 

  1. Veículos autônomos

Empresas de tecnologia como a Apple e Google estão desenvolvendo veículos autônomos, enquanto montadoras tradicionais como BMW e Ford estão integrando mais tecnologia em seus carros. 

Sendo assim, o transporte de passageiros está se transformando de várias maneiras.

Sabe o que isso significa? 

Que, provavelmente, em um futuro não muito distante, os proprietários de carros particulares poderão permitir que seus veículos autônomos levem passageiros quando não estiverem dirigindo, convertendo o carro em um novo fluxo de receita, por exemplo.

 

  1. Acesso ao seu trabalho – a qualquer hora, em qualquer lugar 

Pense em quantas coisas você pode fazer através do seu smartphone. Pedir um lanche, reservar vôos, fazer uma compra. Por que você não deveria gerenciar sua frota também? 

Os melhores sistemas de gestão de frota seguem o caminho do mobile e permitem acessar seus dados em smartphones em tempo integral. Desde que você esteja conectado à internet.

 

Um Exemplo de Gestão de Frota e Inovação na Prática

O mercado da inovação não é promissor para aqueles que desejam se arriscar e colher resultados em um futuro bem próximo. É o caso da Associação Brasileira de Veículos Elétricos Inovadores (ABVEi).

O objetivo é agressivo. A ideia é que o veículo elétrico deixe de ser um produto de nicho e que invada definitivamente o mercado de carros mais populares.

Essa é a primeira associação de veículos elétricos e híbridos do país e o seu objetivo colabora com a tendência da mobilidade sustentável.

A ABVEi luta por mais infraestrutura. Como a implantação de mais pontos de recargas, eletropostos e, também, vagas de estacionamento com recargas no país.

Com o apoio da iniciativa pública e privada, essa idéia tende a crescer e ganhar novos adeptos.

E você? O que acha do conceito de mobilidade sustentável e como a gestão de frota e inovação caminham na sua empresa atualmente?

 

A Sofit colabora com processos de inovação!

Nós da Sofit incentivamos gestores de frota a buscarem melhorias para os seus processos internos e gestão. As nossas soluções estão em constante desenvolvimento para atender às novas demandas do mercado.

Além disso, a empresa está presente nas rodas de discussão e eventos sobre mobilidade e inovação pelo Brasil. Nossa última participação, foi no WTW19!

Gostou do nosso artigo sobre gestão de frota e inovação? Então, compartilhe este conteúdo e lembre-se, estaremos sempre por aqui, prontos para esclarecer qualquer dúvida!

 

Você sabe o quão importante é a integração de dados na gestão de frotas? Gestores que desejam estabelecer uma estratégia de gerenciamento de frota ou decidir mudar para um novo provedor, devem procurar por uma solução que se integre às suas tecnologias e demandas atuais.

Integrações significam um retorno muito mais rápido de informações, tomada de decisões estratégicas e, consequentemente, um maior retorno sobre o seu investimento.

É por isso que a integração de dados da gestão de frotas é um assunto que deve estar sempre em pauta na sua empresa. Confira o nosso artigo de hoje e entenda mais sobre o tema!

Integração de dados na gestão de frotas, o que realmente significa?

Como gestor de frotas, você lida diariamente com dados. Possivelmente você deve acompanhar processos e procedimentos tais como:

  • Dados de entrada e saída de veículos; 
  • Monitora entregas e abastecimentos; 
  • Verifica a ocorrência de multas
  • Confirma os dados dos seus motoristas, além de outras coisas. 

Presume-se que você faça isso diariamente, com a utilização de um sistema de gestão de frotas, ou até mesmo de planilhas e que nem sempre tem todos os dados em um só lugar.

A integração de dados na gestão de frotas é justamente isso, a disposição de dados estratégicos da sua frota centralizados e sempre à sua disposição quando necessário.

Qual a importância de ter dados integrados?

Pense nos dados fornecidos pela sua frota como uma pedra preciosa bruta. 

Quando devidamente lapidados eles passam a possuir um valor inestimável para a receita e gestão da sua empresa.

Mas alavancar todo o potencial dos dados da sua frota pode ser uma tarefa enorme. Você pode sim  obter uma vantagem competitiva integrando dados em tempo real de praticamente qualquer fonte quando escolhe um sistema que permite toda essa integração.

Hoje em dia, qualquer empresa que deseja obter um crescimento exponencial conta com dados integrados, pois, além de outras vantagens, a integração permite:

  • Tomar decisões estratégicas com mais assertividade e agilidade;
  • Evitar com que erros e desperdícios de rotina continuem a ocorrer;
  • Descobrir falhas e gargalos no seu processo e corrigi-los;
  • Verificar onde a sua empresa está gastando mais do que o necessário.

Quais os erros dos gestores ao estabelecer uma gestão de frotas integrada?

Entre os principais erros cometidos pelos gestores na gestão de frotas, é comum que o mau manejo dos dados da frota esteja entre eles.

Gestores mais “tradicionais” acabam deixando a inovação de lado e, assim, regularmente, insistem em manter e acompanhar dados com o auxílio de planilhas, por exemplo.

Já que, estamos vivendo uma revolução no que diz respeito à gestão, armazenamento e integração de dados e isso deve, então, ser aplicado também na gestão de frotas, não acha?

Toda a complexidade de operações de sua frota não devem estar dispostas em uma pilha de planilhas de excel. Isso é um erro que podem desencadear problemas, assim, como a omissão de um dado importante e o desperdício de recursos.

Por que dados integrados facilitam a análise?

Você deve perceber que o seu tempo como gestor de frotas é precioso. Por isso, pense bem antes de investí-lo na construção de informações de forma manual (realizando registros e inserindo dados em planilhas, por exemplo).

Concentre-se na análise dos dados!

Mas você só vai conseguir cumprir essa missão caso estabeleça uma cultura de integração de dados na gestão de frotas.

A prática de integrar dados de telemetria, pedágio, locadoras, manutenções entre outros, tudo num só lugar, colabora com o conceito de gestão 2.0. Onde todos os dados da frota estão integrados e ao alcance do gestor.

Os desafios da integração de dados na gestão de frotas

Muitas empresas fazem uso de sistemas de gerenciamento de frota há poucos anos. Antes disso, utilizavam apenas planilhas. Se você é uma delas, ainda pode estar tentando entender toda a complexidade que vêm com a tecnologia. 

Mas é provável que reconheça a riqueza de oportunidades nos dados do gerenciamento de frota!

Um desafio que muitos gestores de frota enfrentam é uma quantidade de dados gerados pelos sistemas. 

Afinal, o que fazer com eles?

Uma frota pode gerar milhões de dados, é fato. E, muitas, vezes, o acesso a uma quantidade grande de dados pode até dificultar a identificação de problemas que impulsionam os custos, por exemplo.

Outro desafio é saber como usar os dados para efetuar uma mudança real em nível organizacional. Uma coisa é reconhecer a importância dos dados para uma empresa… outra é saber usá-la para melhorar as operações. 

Todos esses desafios são “problemas bons” de se enfrentar. Afinal, se a sua empresa já tem acessos a dados estratégicos, significa que possui dados integrados.

Quais dados precisam ser integrados e analisados?

Alguns dados que aparentam ser simples podem ser integrados para que você identifique padrões, gargalos e otimize os seus processos. Eles incluem comportamentos de motorista, manutenção de veículos e consumo de combustível. 

Perceba que são dados facilmente disponíveis, mas que, quando integrados, podem fornecer informações suficientes para:

Outros dados que podem ser vitais para sua organização incluem:

  • Custo por quilômetro rodado;
  • Frequência da Manutenção Preventiva;
  • Tempo ocioso;
  • Tempo estimado de chegada.

Como escolher uma solução para a integração de dados na gestão de frotas?

Uma plataforma de gestão de frotas pode ser a sua principal parceira de integração e análise de dados da sua frota. Busque uma ferramenta compatível com a integração de dados que você precisa analisar para gerir a sua frota de forma estratégica.

Lembre-se de que uma solução centralizada, ou seja, que se integra facilmente com outros softwares e sistemas, ajuda a simplificar a sua rotina diária. 

Em muitas organizações, gerentes de frota controlam custos e maximizam a rentabilidade. Fazer isso com o auxílio de uma ferramenta de gestão de frotas pode trazer resultados incríveis para a sua organização.

O que achou do nosso artigo sobre integração de dados na gestão de frotas? A sua ferramenta de gestão possibilita fazer tudo isso? O que acha de conversar com um dos nossos consultores e testar grátis a solução que a Sofit já oferece a vários gestores de frota do Brasil? Agende já a sua demonstração!

A tecnologia para frotas é um assunto que vem sendo bastante discutido já que através dela é possível reinventar os processos internos. Garantindo a máxima eficiência de uma frota de caminhões ou de carros de passeio, por exemplo.

Nos dias de hoje, o grande desafio das empresas é manter sua competitividade frente ao mercado e por isso, as inovações tecnológicas estão cada vez mais ganhando espaço. No setor de transporte e logística isso não é diferente.

No Brasil, a gestão de frota inteligente ainda caminha a passos curtos. Contudo, estima-se que nos próximos anos aconteça um crescimento na utilização das tecnologias para frotas. Visto que as empresas estão buscando alternativas para redução de custos e melhorias de desempenho. 

Por isso, separamos para você 6 tecnologias que prometem revolucionar o mercado. Confira! 

 

Controle inteligente de tráfego

As novas tecnologias desenvolvidas para gestão de frota, conectadas ao big data, estão cada vez mais dando origem a sistemas inteligentes de controle de tráfego. 

Estes, por sua vez, analisam o fluxo das informações em tempo real para orientar os motoristas em suas decisões.

Algumas formas de otimizar o desempenho no trânsito a partir do controle inteligente de tráfego incluem:

  • Informações em tempo real sobre a inversão do sentido na pista;
  • Diminuição da velocidade do veículo no trecho e;
  • Contenção da entrada de novos condutores na rodovia. 

 

Após adesão do controle inteligente de tráfego como tecnologia para frotas, nos EUA, houve redução de 15% no consumo de combustíveis e emissão de gás carbônico. Um índice extremamente importante no combate ao efeito estufa nas grandes cidades. 

 

Telemetria integrada e telemática

Acompanhar a maneira em que o veículo de sua frota está sendo conduzido e localizá-lo em qualquer ponto do mapa é possível nos dias de hoje, você sabia? 

Isso acontece graças aos benefícios que ambas tecnologias podem proporcionar para a gestão d e frotas.

Ao monitorar o veículo, o sistema emite alertas importantes ao condutor. Entre eles, destacam-se:

  • velocidade média;
  • rotação do motor;
  • condições do freio;
  • acionamento da embreagem.

 

Com isso, é possível corrigir em tempo real a condução do veículo. Promovendo a redução de perdas e, consequentemente, aumento da vida útil de peças e componentes.

Além dessa funções básicas, o sistema contém tecnologias para frotas exclusivas. Ou seja, integram soluções avançadas para diagnósticos mecânicos e rastreamento.

 

Tecnologia para frotas de veículos sustentáveis

A sustentabilidade já foi uma grande interrogação do mercado automotivo. 

Nos dias de hoje, as grandes montadoras estão apostando cada vez mais em novas tecnologias para desenvolver veículos que sejam alimentados apenas por biocombustíveis, sem que haja a perda da eficiência de seus motores.

Enquanto isso, a popularização dos veículos elétricos prometem revolucionar o mercado automotivo nos próximos anos. Contribuindo significativamente com a redução da emissão de gases poluentes.

Por esse motivo, você deve ficar de olho nesta tendência. Já que essa opção de veículo é certamente a melhor para as empresas que buscam sustentabilidade em suas operações no dia a dia.

Tecnologia para frota autônoma

Os veículos autônomos, ou seja, aqueles que não necessitam de condutores, parecem uma tecnologia para frotas cada vez mais próxima da nossa realidade. 

Caso você tenha pensado que essa tendência seria limitada à carros de passeios, então, você está enganado.

 Já existe montadoras apostando em caminhões autônomos e a Volvo é uma delas. 

O seu caminhão autônomo, o “Vera” será colocado em operação ainda neste ano, no terminal portuário de Gotemburgo, na Suécia. Diversos sensores, câmeras e radares estão encarregados de conduzir o veículo.

O sistema principal será responsável por fazer uma completa varredura do automóvel, reconhecendo sinalizações de trânsito, pedestres, posições de outros veículos, obstáculos e velocidade máxima permitida. 

Além disso, a novidade promete calcular as melhores rotas e aumentar a precisão nas entregas. É importante lembrar que a ideia não é substituir o motorista, mas permitir que ele consiga otimizar seu tempo durante a viagem em trechos mais cansativos, por exemplo.

 

Câmeras embarcadas

O desempenho do transporte rodoviário de cargas é afetado graças às péssimas condições de segurança nas estradas, resultando em elevados índices de roubos e acidentes. Nessa horas é sempre importante possuir um aliado, já que é uma ótima alternativa para esse impasse.

Através dessa novidade, é possível controlar a frota dos seus veículos por meio das imagens geradas em tempo real. Para isso, é necessário apenas instalar o roteador, as câmeras e ter acesso a uma conexão 3G no mínimo, para garantir o sinal. 

Assim, você terá acesso ao trajeto que foi realizado por seu motorista impossibilitando possíveis fraudes, desvio de cargas e eventuais roubos. O valor para adquirir a tecnologia das câmeras embarcadas é baixíssimos toda vez que revisamos sua relação custo-benefício.

 

Sensores de pneus

Graças a toda tecnologia desenvolvida para as frotas é possível acompanhar o desempenho não só dos veículos, mas dos seus pneus também. 

O mais interessante que tudo isso é feito de forma online através de dispositivos acoplados em cada uma das rodas.

Com isso, é possível acompanhar o desempenho de cada pneu avaliando sua pressão, rotação e temperatura. Após todas essas informações o processo de tomada de decisões é muito mais simples de ser feito. Evitando assim, imprevistos durante a viagem ou desgastes que coloquem em risco a segurança do motorista.

Vale ressaltar que os sensores podem ser utilizados em cada qualquer marca de pneu, além disso, é possível extrair relatórios de eficiência e consumo. 

Todas as inovações tecnologias apresentadas prometem revolucionar o mercado nos próximos anos seja por questões de segurança ao motorista, eficiência dos motores ou redução de custos na frota de veículos.

 

A tecnologia para frotas é uma grande aliada da gestão 

A tecnologia para frotas é uma tendência e que veio para ficar, portanto, se você é gestor de frotas permanece com seus olhos bem abertos para esse assunto. Do contrário, sua empresa perderá competitividade no mercado e você deseja justamente o oposto disso.

Deseja dar um passo na frente da concorrência e utilizar a tecnologia para frotas em seu favor? Confira o que a Sofit pode fazer pela sua empresa. Agende um teste gratuito da nossa ferramenta e surpreenda-se!

 

Com a tecnologia automotiva cada vez mais presente na fabricação dos veículos, melhorando o desempenho e trazendo mais conectividade é urgente também a modernização dos serviços.

Neste sentido, oficinas – com serviços de scanner automotivos e até os lava-jatos, com a opção de lavagem ecológica, já deram um passo para a modernização.

Nosso objetivo é apresentar para você alternativas e mostrar como a tecnologia automotiva está impactando também o gerenciamento de frotas. Vamos lá?

 

O que é tecnologia automotiva?

É comum que gestores de frota resumam a tecnologia automotiva a inovação dos veículos, mais especificamente, as novidades trazidas pelas montadoras, não é mesmo?

Isso acontece porque algumas empresas ainda não se deram conta de que gestão e tecnologia automotiva tendem a andar cada vez mais juntas e que isso já acontece numa velocidade impressionante.

É só você pensar que há até pouco tempo, o câmbio automático ou a injeção eletrônica, por exemplo, não eram itens tão comum quanto são hoje.

Logo, podemos caracterizar a tecnologia automotiva como o conjunto de inovações dos processos da indústria automobilística, seja para melhorar o desempenho dos veículos ou a comodidade dos motoristas.

 

Quem lucra com o avanço da tecnologia automotiva?

A indústria automobilística vem trazendo mudanças e inovações ano após ano. Com o mercado aquecido e ávido por novidades, indústria, revendedores, consumidores e também prestadores de serviço só têm a ganhar.

A tecnologia automotiva é de interesse também da administração pública, visto a necessidade de se criar alternativas para a redução da poluição causada pelos veículos nos grandes centros urbanos.

Mas você deve estar se perguntando: e a minha empresa?

Quando falamos em gestão de frotas corporativas não podemos desvincular o processo da tecnologia veicular, que proporciona mais controle, economia e previsibilidade para o gerenciamento.

Ou seja, o avanço da tecnologia automotiva beneficia não somente a indústria, que tem lucros diretos com a renovação das frotas, como também as empresas prestadoras de serviço que passam a contar com veículos mais autônomos, econômicos e conectados.

 

Quais são as vantagens da tecnologia automotiva para a gestão de frotas?

Você já parou para pensar como assuntos como a precisão nas rotinas de manutenção, carros autônomos e inovações como comando por voz e a popularização dos carros elétricos são assuntos que costumam pautar discussões, artigos e eventos sobre gestão de frotas?

Pois é!

 

Isso acontece não somente por que a tecnologia automotiva está em franca expansão, mas também pois todos esses assuntos convergem para a resolução de desafios comuns na gestão de frota, como:

  • Segurança;
  • Redução de Custos;

 

Esse trio faz parte da meta de dez entre dez gestores. Afinal, uma boa gestão proporciona segurança aos motoristas, é enxuta e produtiva.

Mas as vantagens da tecnologia automotiva para a gestão de frotas não param por aí!

Abaixo, listamos alguns benefícios que os “carros do futuro” trarão e já estão trazendo para o seu gerenciamento de frotas. Confira:

 

Frotas mais Limpas

Biodiesel, eletricidade, diesel de cana, combustíveis sintéticos e até feitos a partir de microalgas. Todas essas possibilidades estão sendo amplamente discutidas pelo mercado automotivo e devem impactar diretamente os carros de passeio e as frotas corporativas no futuro. A pressão social por cidades mais limpas tende a colocar o assunto como tema central da gestão de frotas e já surge como um diferencial competitivo.

Mais recursos analíticos para a gestão de frotas

Hoje, não dá mais para pensar numa gestão analítica e precisa sem o uso de tecnologia de ponta aliada à gestão. Hoje, já é possível trabalhar com uma gestão 100% visual e remota, com controles que vão desde combustíveis até a gestão de multas e sinistros. Com o avanço da chamada “Internet das Coisas” e “Machine Learning” os recursos analíticos só tendem a aumentar.

Controle preciso das rotinas de manutenção

Gestores de frota sabem que um controle preciso das rotinas de manutenção contribuem significativamente para a redução de custos desnecessários. A tecnologia automotiva proporciona uma troca maior entre veículo, sistema e gestão, com a possibilidade de envio de alertas em caso de excesso de velocidade e a diminuição das horas extras com manutenção.

5 tecnologias automotivas que gestores de frota devem ficar de olho

Com o mercado cada vez mais competitivo, montadoras como Toyota, Honda e Ford investem cada vez mais em tecnologia automotiva, firmando parceria com institutos de pesquisa, ou, até mesmo, mantendo um núcleo próprio de inovação nas montadoras.

Mas, quais tecnologias devem impactar a gestão de frotas nos próximos anos?

A gente mostra para você:

 

Carros Elétricos

De acordo com pesquisa realizada pela UTFPR, os carros elétricos devem representar 75% do mercado nos próximos anos, sendo maioria até 2030. Apesar da tecnologia ainda não ser acessível para todos, o debate é intenso e os carros movidos à eletricidade devem ganhar cada vez mais isenções de impostos e autonomia.

Conexão 4G

A utilização do Smartphone conectado ao painel dos carros pode estar com os dias contados. Isso por que a busca por uma conexão de qualidade já é uma realidade apresentada pelas montadoras. A Cadillac, por exemplo, já disponibiliza chips de conexão 4G em alguns dos seus modelos, algo que tende a ser cada vez mais comum.

Piloto automático adaptativo

O recurso de piloto automático deve ganhar cada vez mais inteligência. Além de registrar uma velocidade e mantê-la ao longo do trajeto, acelerando e desacelerando os pilotos automáticos mais modernos deverão contar com recursos que contribuem com a segurança do condutor, como avisar a distância do veículo da frente e alertar quando for necessário frear.

Banco Antissono

Motoristas de transportadoras ou aqueles que trabalham transportando passageiros podem ganhar um grande aliado na segurança no trânsito. O banco antissono está sendo desenvolvido por estudiosos brasileiros com o objetivo de impedir que os profissionais durmam ao volante. O assento conta com sistema de vibração, aquecimento e auto-falantes, para mensagens.

Carros Mais Leves

O peso dos veículos está diretamente ligado ao gasto com combustíveis. Carros mais leves representam então uma economia para proprietários e empresas. A Ford, por exemplo, conseguiu desenvolver um modelo (Fusion) com 300 kilos a menos. Isso representa a economia de cerca de 25% de combustível. Algo interessante para a receita de empresas frotistas, não é mesmo?

 

Tecnologia automotiva: uma realidade para a gestão de frotas!

Ao longo deste artigo você acompanhou debates, tendências e até mesmo casos reais em que a tecnologia automotiva atua diretamente na gestão de frotas. É preciso estar atento e acompanhar as novidades do mercado automotivo que caminham a passos cada vez mais rápidos.

Quer mais tecnologia para a sua gestão de frotas? A Sofit pode te ajudar! Agende uma demonstração gratuita do nosso software e veja como ele se adapta à realidade da sua frota corporativa!

 

Você sabia que pelo menos 5 milhões de pessoas já aderiram à praticidade do compartilhamento de veículos, mais conhecido como carsharing? É o que diz a pesquisa promovida pelo World Resources Institute (WRI).

Imagine precisar de um veículo e ter um à sua disposição no dia e na hora que desejar, pois é, é assim que funciona.

Além de contribuir com a redução da frota de veículos que vai para as ruas todos os dias, essa tendência pode trazer benefícios para empresas de transporte. Além de ser uma oportunidade de negócio.

Vamos aprofundar o assunto e mostrar por que você, gestor de frotas, deve acompanhar a evolução do carsharing e aplicar os conceitos na sua empresa. Confira!

 

Afinal, o que é carsharing?

Quando falamos em carsharing, estamos nos referindo a um modelo de compartilhamento de carros que se dá através do aluguel. O negócio acontece por meio de aplicativos, tal qual o Uber, por exemplo.

O carsharing segue a tendência da economia compartilhada, presente e promovida por empresas como o Airbnb e a Bike Itaú.

Na prática, existem pelo menos dois modelos principais de compartilhamento de veículos:

Roundtrip

Neste sistema, o usuário deve retirar o automóvel em um ponto e então devolvê-lo neste mesmo ponto.

One-Way

No sistema de compartilhamento de veículos one-way, o usuário pode retirar o automóvel e devolvê-lo em quaisquer pontos cadastrados.

Vale lembrar que, além de empresas específicas, os próprios usuários que tiverem veículos ociosos podem disponibilizá-los para quem necessita e receber o valor do aluguel.

 

Quais os benefícios do carsharing?

Se considerarmos que um carro compartilhado significa, em média, menos 13 automóveis no trânsito. Estamos falando de uma tendência que veio para contribuir com um dos principais problemas dos grandes centros urbano: o grande fluxo de veículos no trânsito.

Além disso, o carsharing representa um novo paradigma: a questão da economia compartilhada.

Abaixo, listamos outros benefícios gerais do carsharing:

  • Assegura a redução da emissão de gases poluentes (menos veículos nas ruas, menos poluição);
  • Ao atuar em conjunto com o transporte coletivo, confere suporte para o mesmo;
  • Atua conferindo mais previsibilidade para o dimensionamento de frotas;
  • Diminui a necessidade de espaços de estacionamento nos grandes centros.

 

Como essa tendência impacta as frotas corporativas?

Gestores de frota lidam diariamente com a redução de custos, impactos causados pela frota corporativa no meio ambiente e em maneiras de reduzir a circulação de carros nas ruas. Neste sentido o modelo de carsharing vem bem a calhar.

VEJA TAMBÉM: Como conseguir uma redução de custos com a frota [KIT]

 

Gestores podem experimentar o modelo de compartilhamento de veículos tanto da posição de usuário como de fornecedora do serviço.

Por exemplo, um órgão público que recorre ao serviço somente quando um colaborador precisa de automóvel, reduzindo assim os custos com documentação, manutenção e combustível.

Ou quando fornece a parte da sua frota ociosa para os aplicativos, participando do capital da mesma. Como por exemplo, uma locadora de veículos que disponibiliza parte da sua frota para o sistema de carsharing por aplicativos.

 

Um conta simples: quando optar pelo aluguel de veículos compartilhados?

Para perceber se um veículo da sua frota deve ser dispensado, faça uma conta simples, verifique a quilometragem média.

Se esta for entre 40% e 60% da média geral, considere alugar.

As possibilidades do carsharing são inúmeras e não devem ser negligenciadas pelos gestores de frota, que devem sempre estar atentos às novas tendências de transporte.

Carsharing: Oportunidades e Limitações para as empresas

O carsharing já é uma alternativa para empresas de frotas no exterior. Custos de manutenção, seguros, depreciação e administração são reduzidos com os sistemas de compartilhamento de veículos.

Em média, cada veículo eliminado da frota e trocado por um alugado através de carsharing gera uma economia anual de 15 a 20 mil reais destas despesas. Portanto, este é um serviço que deve ser considerado.

Gestores de frota que atuam no mesmo serviço/fim, não devem enxergar o carsharing como mais um concorrente. Para players já consolidados no mercado, como a Localiza, por exemplo, o carsharing não chega a ser uma ameaça. Mas sim uma oportunidade de revisão, expansão e até de parceria de negócios.

 

Limitações do sistema de compartilhamento de veículos

O carsharing não se aplica em todos os casos.

Caso você trabalhe com frotas equipadas com equipamentos específicos, por exemplo, não é oportuno compartilhar e verifique também que nem sempre um veículo com uma quilometragem mais baixa está ocioso.

Você deve considerar a realidade da sua empresa.

Avalie os mesmos prós e contras de uma frota terceirizada, considerando que o carsharing é um serviço mais versátil e modular, mas que pode expor a sua empresa a dúvidas como:

 

“Vou ter carros disponíveis quando eu precisar?”

“O tempo de entrega dos veículos não vai prejudicar a produtividade da minha empresa?”

 

A dica é avaliar todos estes aspectos e pensar em como o carsharing pode contribuir na resolução dos problemas atuais enfrentados pela sua empresa.

 

O carsharing no Brasil

No Brasil, pequenas empresas, em sua maioria Startups, dominam a prestação de serviços de carros para aluguel no sistema para usuário. Entre elas, destacam-se a Zazcar e a Moobie.

O mercado ainda é concentrado na grande São Paulo, com 230 mil usuários cadastrados e mais de 8 mil veículos disponíveis.

Com a crescente preocupação com o meio ambiente e com a adoção de novas formas de consumo, o modelo de economia colaborativa parece que veio para ficar.

Fazendo, assim, com que grandes empresas tenham que voltar as suas estratégias para ele.

 

Sou gestor de frotas, devo seguir essa tendência?

Como observamos ao longo deste artigo, gestores de frota devem ficar atentos à essa nova dinâmica do mercado de locomoção. A oportunidade de redução de custos é real, assim como a praticidade e até mesmo um incremento na renda mensal das empresas.

E assim como a tecnologia, a economia colaborativa deve se consolidar do setor de frotas corporativas muito em breve. É preciso estar preparado para não perder nenhuma oportunidade de negócio.

 

Este artigo foi útil para você? Caso tenha alguma dúvida, é só deixar nos comentários. Aproveite para compartilhar este artigo da Sofit nas redes sociais e debater o tema com outros gestores de frota!

 

Este artigo foi útil para você? Aproveite para conhecer o Sofit View – Sistema de gestão de frotas.
Junte-se aos Gestores de frota mais rentáveis do Brasil.

O SofitView é um sistema de gestão de frotas que vai te ajudar a reduzir custos e otimizar tempo.
Controle com maior facilidade abastecimentos, manutenção corretiva e preventiva, ordens de serviço, multas e documentações, viagens e motoristas, estoque, análises e relatórios.