Telemetria veicular: o que é e vantagens na gestão de frota

A telemetria tem se tornado uma grande aliada dos gerentes de frota, pois permite às empresas ganhos de produtividade, redução de custos, melhoria da segurança no trabalho e maior controle operacional. 

Essa tecnologia de monitoramento permite que os gestores acessem dados sobre os veículos em tempo real durante as viagens.

Ou seja, informações como a localização exata e consumo de combustível podem ser acessados de qualquer lugar, o que facilita a sua tomada de decisão.

Neste artigo, a Sofit te conta tudo sobre telemetria e como essa tecnologia está trazendo novos parâmetros para a gestão de frotas. Acompanhe!

O que é telemetria?

A telemetria é um sistema integrado que tem como principal objetivo monitorar os veículos e coletar dados estratégicos sobre os componentes dos veículos. 

Ela é utilizada para comandar, medir e rastrear os veículos da frota de sua empresa remotamente. 

Através de uma comunicação sem fio (wireless), que pode ser feita por sinais de rádio ou satélite, é possível acompanhar a localização e diversos parâmetros de um veículo, mesmo a centenas ou milhares de quilômetros de distância.

Essa tecnologia é amplamente utilizada em máquinas, equipamentos e veículos em constante movimento. Por isso, sem ela, não seria possível realizar o controle dos mesmos. 

Além disso, através da telemetria ainda é possível coletar diversas outras informações e transmitir para uma central de monitoramento, como vamos explicar adiante.

Como funciona a telemetria veicular?

Um dos primeiros e mais difundidos usos da telemetria foi na Fórmula 1, já que os carros de corrida precisam ser monitorados pelos mecânicos e chefes de equipe durante toda a prova. 

E é exatamente neste contexto em que entra a telemetria: a tecnologia permite que cada detalhe sobre um veículo seja acompanhado, desde o consumo de combustível até parâmetros complexos que permitem a detecção de falhas.

Obviamente, a telemetria não é aplicada apenas em carros de corrida, mas também em veículos comuns. 

Dessa forma, frotistas e até mesmo empresas que possuem muitos carros, para os seus funcionários, por exemplo, já têm utilizado essa tecnologia.

A telemetria possui várias funções. Mas, dentre as principais, podemos destacar:

  • Acompanhamento da localização do veículo;
  • Monitoramento da performance;
  • Detecção de falhas ou perda de potência;
  • Acompanhamento do consumo de combustível;
  • Criação de um histórico de cada veículo.

É válido ressaltar que existem duas maneiras de coletar os dados na telemetria, como veremos a seguir.

Telemetria analógica

Um sistema de telemetria analógico utiliza sensores e o acompanhamento é realizado “sensor a sensor”. 

Ou seja, para obter dados sobre o RPM ou odômetro, por exemplo, é preciso instalar um fio no sensor responsável por cada componente.

Embora exija uma mão de obra mais especializada e cuidados na hora da manutenção para que o mecânico não “desinstale nenhum fio”, esse sistema costuma funcionar bem, especialmente para modelos de veículos mais antigos.

Telemetria digital

A telemetria digital permite que você se conecte remotamente a sistemas de controle de frotas que fazem a leitura digital dos componentes.

Essa é uma tecnologia presente em veículos mais novos (de 2009 em diante) e a sua grande vantagem está no fornecimento mais preciso, ágil e seguro dos dados.

Um sistema digital de telemetria permite ainda que você detecte falhas em tempo real. 

Ou seja, não é preciso esperar pela próxima manutenção para detectar uma falha que faz com que um caminhão gaste mais combustível, por exemplo.

Qual a diferença entre telemetria veicular e rastreamento?

O rastreamento – geralmente feito por GPS – é um componente essencial e central de um sistema telemático. 

No entanto, a telemetria não pode ser reduzida a um simples rastreador de veículos – já que ela possui uma série de outros recursos além do rastreamento.

É justamente por causa dessa versatilidade que a telemetria se tornou tão importante para o gerenciamento de frotas nos últimos anos.

Assim, diferente do rastreamento veicular, os dispositivos telemáticos capturam outros dados além da localização, como, por exemplo:

  • Velocidade do veículo;
  • Incidentes com veículos (frenagem brusca, aceleração e curvas);
  • Relatórios de inspeção remota;
  • Envio de trabalhos e mensagens;
  • Atividade elétrica ou do sensor;
  • Filmagem da câmera do painel, entre outros.

Além disso, os sistemas de telemetria integram o roteamento e a programação da manutenção com o desempenho do motorista, fornecendo uma solução mais abrangente e ampla para os principais desafios enfrentados pelo gerenciamento de frota. 

Logo, eles vão muito além do rastreamento veicular.

Quais são os benefícios da telemetria para a gestão de frotas?

A telemetria pode proporcionar diversos ganhos para a empresa. Por meio dessa tecnologia, além de ter o controle total dos veículos, os gestores de frota ainda experimentam outros benefícios.

Confira adiante!

1. Mais economia

A telemetria garante uma maior disponibilidade dos veículos além da redução e prevenção de quebras. Dessa forma, os seus custos, especialmente aqueles ligados à manutenção serão amortizados, visto que é possível prever com mais exatidão as paradas para manutenção.

2. Boa conduta dos motoristas

O controle de uma frota grande com diversos condutores, pode ser desafiador.

Com a telemetria, você consegue simplificar os processos de comunicação e otimizar o engajamento dos colaboradores, dado que todos terão os dados à disposição.

Além disso, através do monitoramento dos veículos, os motoristas tendem a seguir à risca as políticas da empresa e gastam mais tempo concentrados diretamente no trabalho em questão.

3. Segurança para a frota

Com a telemetria, você otimiza o gerenciamento de segurança da sua frota monitorando o comportamento do motorista e o desempenho do veículo. 

Isso é possível pela tecnologia permitir acompanhar dados em tempo real dos veículos, ativos valiosos para qualquer empresa. 

Da mesma forma, a carga precisa de toda a segurança possível, principalmente quando o transporte é realizado em estradas perigosas. 

Assim, a telemetria inibe a ação de criminosos, evitando, por exemplo, roubo de cargas e desvios de combustível.

Também permite que o atendimento emergencial seja direcionado diretamente ao local onde for necessário, por meio do rastreamento de localização.

4. Novas oportunidades de negócio

Clientes de maior porte possuem exigências mais rígidas. 

Dessa forma, uma frota monitorada por telemetria abre caminho para a sua empresa fechar mais negócios. 

Adicionalmente, a tecnologia pode ser utilizada como um diferencial na apresentação dos seus serviços e decisiva na hora de fechar contratos.

5. Manutenção de frota mais econômica

Como já mencionamos, a telemetria avisa os gerentes sobre problemas mecânicos com veículos e equipamentos em tempo real, o que permite que eles resolvam essas falhas mais cedo. 

Assim, você reduz o tempo de inatividade (o que não é apenas inconveniente, mas também pode ter sérios efeitos indiretos para outros trabalhos). 

Além disso, também fica mais simples o agendamento da manutenção preventiva, o que mais uma vez ajuda a maximizar o tempo de atividade do veículo e do equipamento.

Conclusão: a telemetria é uma grande aliada da sua gestão de frotas

Como observamos, a telemetria de veículos garante um controle mais preciso e amplo da sua frota. 

Com mais informações em tempo real, é possível tomar decisões mais assertivas e elaborar relatórios cada vez mais ricos. 

Isso torna essa tecnologia uma grande aliada para a sua gestão de frotas.