Manutenção preventiva para frota de carros e caminhões

O processo de manutenção preventiva consiste, como o próprio nome já diz, em prevenir e corrigir falhas antes mesmo que elas aconteçam. 

Na gestão de frotas de carros e caminhões, é constantemente revisitado e otimizado pelos gestores, visto que, quando bem estruturado, há ganhos econômicos visíveis e também de produtividade.

Essa atualização do processo consiste em estabelecer um sistema cada vez mais sólido e automatizado de controle e monitoramento, de modo a evitar gastos mais elevados como a manutenção corretiva, por exemplo.

Por isso, no artigo de hoje, além de entender a importância da manutenção preventiva para a sua frota de carros ou de caminhões, vamos mostrar as boas práticas para aplicar na sua empresa. 

Continue lendo!

O que é Manutenção Preventiva?

A manutenção preventiva é a revisão regular dos veículos de uma frota, a fim de mantê-los funcionando e evitar diversos custos não planejados.

Além de reduzir os riscos de quebra e depreciação, uma rotina de manutenção preventiva bem estruturada ameniza as despesas com renovação da frota.

Isso porque o veículo, quando bem conservado, prolonga o momento da sua substituição e garante ao gestor um pouco mais de lucro quando for vendido, se for o caso.

Logo, se faz necessária para evitar manutenções de correção e os custos altos que um veículo danificado exige para conserto.

Qual a importância da manutenção preventiva?

A manutenção preventiva é importante porque oferece às empresas de frota vários benefícios relacionados a custos, produtividade e segurança. Essas vantagens incluem:

  • Maior confiabilidade e vida útil aos veículos:
  • Menos reparos caros e tempo de inatividade associados a problemas inesperados;
  • Menos imprevistos no gerenciamento de frotas, já que os veículos tendem a funcionar corretamente;
  • Redução do risco de acidentes e multas por irregularidades.

Vale pontuar que, embora muitos gestores entendam a importância da manutenção preventiva, muitas vezes, eles atropelam o processo, adiando vistorias para garantir as entregas, por exemplo.

Atrelado a isso, quando o processo não é realizado por um pessoal apto, ou com o apoio de um software, os gestores acabam não conseguindo aproveitar todas as vantagens que esse tipo de manutenção proporciona.

Dessa forma, quando a sua empresa adota essa manutenção, a eficácia da frota se desenvolve fortemente, já que a programação dos reparos, recondicionamentos, ajustes e trocas de peças seguem um cronograma já determinado anteriormente.

Isso não só diminui as surpresas recorrentes de colocação dos veículos fora de operação, como já ressaltado, como também possibilita ao gestor um ótimo planejamento orçamentário. 

Portanto, qualquer empresa de frotas que deseja alavancar seus resultados deve providenciar esse tipo de serviço quanto antes.

Manutenção preventiva para frota de carros e caminhões

Como é o processo de manutenção preventiva na prática?

Como explicamos neste artigo sobre outros tipos de manutenção, a preventiva se fundamenta na Curva de Tempo Médio para Falha (CTMF) e permite a identificação precoce de eventuais problemas com os veículos.

Na prática, elas devem ser agendadas de acordo com a estimativa de desgaste dos veículos, que é calculada com base no tempo médio de falha.

Adicionalmente, a manutenção preventiva pode ser executada através de um sistema de manutenção, que avisa ao gestor quando é hora de realizar a vistoria.

Por isso, grandes empresas de frota preferem automatizar o processo para evitar falhas e otimizar custos, dado que o gerenciamento de todo o processo através de planilhas é trabalhoso e pouco confiável.

Qual a diferença entre manutenção preventiva e manutenção corretiva?

Enquanto a manutenção preventiva atua para evitar um problema e prolongar a vida útil dos veículos da frota, a corretiva entra em cena quando um problema inviabiliza o uso de um veículo.

Essa é a diferença básica entre esses dois tipos de manutenção. 

Embora possam coexistir dentro da sua operação, como podemos notar, a manutenção corretiva não é rentável, pois aumenta o tempo de inatividade.

Além disso, as despesas com a manutenção corretiva podem ir além do custo do reparo ou substituição de peças, incluindo a perda de produtividade e custos com mão-de-obra e horas extras para cumprir os prazos.

Logo, evite a execução do trabalho até a falha. 

Adicionalmente, lembre-se de que isso pode custar sua reputação, caso a falta de manutenção preventiva signifique o não cumprimento de prazos estabelecidos com um ou mais clientes.

E a manutenção preditiva, o que significa?

Como já falamos de forma aprofundada neste artigo, a manutenção preditiva é um processo que atua com a predição de falhas através de equipamentos instalados nos veículos.

Dessa forma, trata-se de um método moderno e proativo de manutenção orientada por dados, gerados para analisar a condição do veículo e ajudar a prever quando a manutenção deve ser realizada.

Esse é um método comum em grandes parques industriais. Na gestão de frotas, é comum o uso de telemática e dados para evitar os reparos de emergência.

Manutenção preventiva para frota de carros e caminhões

Montando um plano de manutenção preventiva para sua frota

A manutenção preventiva envolve diversos serviços periódicos, como a revisão da parte mecânica e elétrica do veículo, lubrificação, lavagem, troca ou verificação de níveis de óleo e revisão dos demais equipamentos e acessórios do veículo.

Por isso, o ideal é ter um plano de manutenção que auxilie na manutenção preventiva, além de contar com uma equipe qualificada. 

Através do planejamento, é possível acompanhar e manter o controle sobre essa área.

E vale lembrar que uma manutenção planejada indica as condições reais dos veículos, assim como evita quebras e aumenta a disponibilidade da frota, além de oferecer até 17% de redução dos custos com manutenção.

Checklist de manutenção preventiva para sua frota

Os itens de checagem do processo de manutenção preventiva podem variar de acordo com cada operação. Mas, geralmente, incluem:

  • Troca do óleo do motor e filtro;
  • Verificação, troca ou abastecimento do fluido de transmissão;
  • Inspeção do sistema de combustível;
  • Verificação do sistema de refrigeração;
  • Inspeção dos suportes do motor e da transmissão;
  • Observação do eixo de transmissão, juntas, correias e mangueiras.;
  • Ajustes regulares.

E se a manutenção preventiva não for realizada?

Você sabia que mais de 50 mil pessoas morrem todos os anos nas rodovias brasileiras em decorrência de acidentes de trânsito, devido à falta da manutenção preventiva em veículos? 

Esse é um problema sério e que pode ser contornado com revisões periódicas nos veículos das frotas

Afinal, esse número de mortes poderia ser bem menor se os veículos envolvidos nessas tragédias tivessem recebido a manutenção adequada.

Ao realizar a manutenção preventiva da sua frota, você prevenirá:

  • Falhas no sistema de freios — um risco gravíssimo;
  • Problemas de bateria;
  • Pneus carecas — que também oferecem sérios riscos aos condutores e outros motoristas nas rodovias;
  • Aquecimento excessivo dos motores — o que gera um custo bem alto e manutenção corretiva;
  • Falhas no balanceamento dos pneus — que pode causar acidentes graves;
  • Amortecedores e molas danificados;
  • Consumo excessivo de combustível — que leva o custo do seu negócio lá em cima.

A Sofit facilita o seu processo de manutenção preventiva!

Os parceiros da Sofit contam com um sistema simples e prático para automatizar o processo de manutenção preventiva da frota.

Assim, você tem um maior controle dos custos com manutenção, cria checklists, digitaliza os processos e aumenta a disponibilidade dos veículos da sua frota. 

Além disso, a nossa plataforma é 100% online e você pode concentrar o planejamento, planos e ações de monitoramento dos veículos, tudo em um só lugar.

Saiba mais sobre o nosso módulo de manutenção e agende uma demonstração hoje mesmo!