Manutenção preventiva do óleo

Como você faz a manutenção dos seus veículos? Você prevê e previne os erros, ou espera o veículo estar indisponível e investe alto na correção? Ou seja, manutenção preventiva ou manutenção corretiva? Você sabe qual é mais vantajosa para sua frota? Hoje iremos falar sobre a preventiva!

A manutenção preventiva consiste numa ação sistemática de controle e monitoramento. Seu objetivo é reduzir ou impedir falhas no desempenho dos veículos. Ela aumenta a confiabilidade e leva o automóvel a operar sempre próximo das condições em que saiu de fábrica.

Esse tipo de manutenção ajuda com a correção de falhas antes mesmo que elas aconteçam, o que evita prejuízos e riscos de interrupção da produção.

Toda empresa precisa de um planejamento adequado para prever possíveis interrupções e imprevistos. E nesse caso, a manutenção preventiva é a solução adequada para realizar com exatidão este conjunto de análises mensais.

Mas o que ela pode fazer por sua frota? E como aplicá-la em sua empresa? Continue a leitura e descubra!

Entendendo a manutenção preventiva

A manutenção preventiva pode garantir muitas vantagens na gestão de frotas. Pode reduzir os riscos de quebra, de envelhecimento e degeneração dos veículos, programar a conservação das peças e atuar antes da manutenção corretiva. Além disso, pode amenizar consideravelmente os custos de compra de novos itens.

Mas, para que esse serviço seja eficiente, o monitoramento mensal de seus bens automotivos deve ser analisado por um pessoal qualificado, apto, com a ajuda de um bom software, para resolver os possíveis problemas que poderão ocorrer ao longo do tempo.

Como explicamos neste artigo, a manutenção preventiva se fundamenta na Curva de Tempo Médio para Falha (CTMF) e permite a identificação precoce de eventuais problemas com os veículos.

Quando sua empresa adota essa manutenção, a eficácia da frota se desenvolve fortemente, já que a programação dos reparos, recondicionamentos, ajustes e trocas de peças seguem um cronograma já determinado anteriormente.

Isso não só diminui as surpresas recorrentes de colocação dos veículos fora de operação, como já ressaltado, como possibilita ao gestor um ótimo planejamento orçamentário. Portanto, qualquer empresa de frotas que deseja alavancar seus resultados deve providenciar esse tipo de serviço o quanto antes.

Manutenção preventiva na gestão de frotas

Uma questão de economia, reputação e segurança

Esse tipo de manutenção fará você evitar, por exemplo, que o ônibus, van ou limusine acabe quebrando em algum trajeto. Imagina se isso acontece no momento em que o transporte de um contratante esteja sendo feito? Com certeza será um ponto muito negativo para sua empresa, que poderá perder o cliente e ainda ter a reputação construída em anos jogada no lixo.

Sem contar que esse tipo de problema acarreta em outros. Afinal, todas as correções feitas no veículo exigem tempo de espera, além de custos altíssimos de remoção e da mercadoria transportada. Para não passar por isso, é melhor que você se previna e melhore a conservação dos itens da frota.

Muitos frotistas mantêm o hábito de contratar a manutenção corretiva em função dos valores a serem desembolsados na manutenção preventiva, ou em um programa de manutenção preditiva. Este é um grande erro por se tratar de uma economia que poderia gerar um custo alto no futuro.

A falta de cuidado e previsão de danos pode fazer com que o proprietário do veículo acabe gastando muito mais do que o planejado em função de um defeito que pode causar a avaria de diversas outras peças.

Problemas no freio, por exemplo, podem acarretar numa colisão e, consequentemente, a danos bem maiores que o inicial. Nesse caso, não apenas a reputação e da empresa estão em jogo, mas a vida do condutor e, ocasionalmente, dos passageiros.

Por que eu devo fazer a manutenção preventiva?

A manutenção preventiva envolve serviços periódicos, como a revisão da parte mecânica e elétrica do veículo, lubrificação necessária, lavagens, troca ou verificação de níveis de óleo e revisão dos demais equipamentos e acessórios do veículo.

Algumas empresas adotam o uso de oficina própria, mas isso é apenas recomendado para quem consegue garantir a qualidade no serviço, e quem conta com boas ferramentas de gestão. Sem mão de obra especializada e os recursos certos, o trabalho acabará não tendo efeito positivo.

Em resumo, a boa execução da manutenção preventiva otimiza todos os custos com gestão de frota, oferecendo uma vida mais longa para os veículos e ainda melhora o desempenho com a redução das horas ociosas da frota.

Aqui no blog já listamos 5 motivos mais citados por especialistas no assunto que deixam claro por que você deveria fazer esse tipo de manutenção. Vale relembrar:

  1. Vida mais longa do veículo.
  2. Melhor desempenho do veículo.
  3. Melhor controle da frota.
  4. Redução do tempo ocioso da frota.
  5. Mais segurança para os usuários.

E não pense que o serviço só serve para veículos antigos e desgastados. A manutenção preventiva também se faz necessária aos veículos novos, já que evita as quebras inesperadas e os custos altos que um veículo danificado exige para ser consertado.

E se a manutenção preventiva não for utilizada?

Você sabia que mais de 50 mil pessoas morrem todos os anos nas rodovias brasileiras em decorrência de acidentes de trânsito devido à falta da manutenção preventiva em veículos? Esse é um problema sério e que pode ser contornado com uma simples revisão regular nos veículos das frotas. Afinal, esse número de mortes poderia ser bem menor se os veículos envolvidos nessas tragédias tivessem recebido a manutenção adequada.

Ao realizar a manutenção preventiva da sua frota, você prevenirá sua frota de:

  • falhas no sistema de freios — um risco gravíssimo!
  • problemas de bateria;
  • pneus carecas — que também oferecem sérios riscos aos condutores e outros motoristas nas rodovias;
  • aquecimento excessivo dos motores — o que gera um custo bem alto e manutenção corretiva;
  • falhas no balanceamento dos pneus — que pode causar acidentes graves;
  • amortecedores e molas danificados;
  • consumo em excesso de combustível — que leva o custo do seu negócio lá em cima;

Agora que você sabe que a importância desse tipo de manutenção, confira como implantá-la!

Como implantar a manutenção preventiva em sua empresa

O ideal é ter um plano de manutenção que auxilie na manutenção preventiva, além de contar com uma equipe qualificada. Através do plano, é possível garantir com mais eficiência de que uma manutenção será feita. Um eficiente controle da manutenção da frota comprova que é possível reduzir os custos de manutenção dos veículos a partir de ações planejadas e preventivas.

Uma manutenção planejada indica as condições reais dos veículos, assim como evita quebras e aumenta a disponibilidade da frota, além de oferecer até 17% de redução dos custos com manutenção.

Como é possível observar, o planejamento é composto de uma série de atividades, sendo as principais etapas do processo: focalizar o esforço e desenvolver os planos e implementá-los. Assim, o resultado desse planejamento da manutenção deve ser monitorado continuamente para ajustes visando minimizar os custos totais da frota.

Manutenção preventiva na gestão de frotas