Renovação De Frota: Quando É Hora De Trocar Os Veículos?

A renovação de frota é um passo que deve ser dado com bastante cautela e planejamento. 

O aumento da demanda, a garantia de segurança para os motoristas e a necessidade de modernização da frota para o transporte de cargas rodoviário representam grandes desafios para os gestores.

Todos esses pontos indicam que a sua frota precisa de renovação.

Mas, quando é a hora certa de trocar os seus veículos?

Continue lendo este artigo e entenda porque é importante investir na atualização de sua frota, assim como os 6 pontos que indicam que está na hora de renová-la. 

Boa leitura!

Por que é importante investir na renovação de frota?

Prolongar a substituição de um veículo não reduz os custos e, geralmente, os aumenta.

Entretanto, a economia não é o único fator que torna a renovação de frota tão importante.

A manutenção do seu padrão de qualidade também ganha bastante quando os veículos da sua frota são novos. Isso sem falar na segurança dos seus motoristas, ativos mais importantes da sua organização.

Portanto, a pergunta não é por que é importante investir na renovação de frota, mas quando e como optar por ela.

Falaremos sobre esses pontos a seguir:

Image

6 principais pontos que mostram quando investir na renovação de sua frota

1. Desgaste dos veículos

Por mais que você se dedique em manter a manutenção e a saúde de sua frota sempre em dia, o desgaste é algo inevitável

Isso acontece principalmente devido ao uso contínuo de componentes, onde a substituição de peças torna-se inevitável e chega a hora de repor algum tipo de desgaste.

Nesse caso, é sempre importante considerar os custos que acompanham qualquer componente. 

Além disso, por mais resistente e confiável que seja o veículo, sua substituição é algo que deve sempre estar no planejamento estrutural de sua frota.

Pois, como dito anteriormente, seu desgaste vai acontecer de uma forma ou outra. 

A diferença é o momento em que esse desgaste vai chegar ao seu limite e será preciso aplicar a renovação de frota.

2. Despesas excessivas com manutenção

Devido ao custo, os gerentes de frota evitam a compra de novos veículos, sempre que possível. Entretanto, às vezes a renovação de frota vale a pena. 

Quando as despesas excessivas com manutenção e o tempo de inatividade custarem à empresa mais do que o pagamento de um novo veículo, pode fazer mais sentido financeiro parar de consertar aquele veículo problemático e substituí-lo.

3. Consumo de combustível além do normal

Da mesma forma, fique atento aos veículos que consumem mais combustível que o habitual. 

Sobretudo quando o valor dos combustíveis está nas alturas, é necessário que o gestor assuma uma postura analítica e verifique o impacto com os gastos com gasolina ou diesel a longo prazo.

Dessa forma, a tomada de decisão sobre a substituição daquele veículo problemático será mais acertada.

4. Baixo valor comercial

Também é importante ficar atento sobre a depreciação da sua frota, já que a perda de valor comercial de veículos de uma frota também é algo inevitável. 

Da mesma forma que a renovação de frota é importante, repassar os seus veículos usados no momento mais propício para a compra também é.

Além da constante atualização de tecnologias limitar cada vez mais o uso de materiais ultrapassados, a utilização contínua de uma peça aumenta consideravelmente seu desgaste, portanto, também diminui seu valor comercial.

Assim, por mais que você priorize a saúde dos componentes de um veículo, quando for preciso revende-lo, ele terá um valor comercial mais baixo no mercado de peças usadas, por exemplo.

Por isso, fique sempre atento ao nível de renovação de frota em sua empresa. Conheça os seus veículos e mantenha dados atualizados sobre o valor comercial da sua frota sempre disponíveis.

5. Uso de tecnologia ultrapassada

Acompanhar um mercado altamente competitivo com certeza não é uma tarefa fácil. 

E para dar conta de acompanhar as demandas cada vez mais exigentes, a utilização das ferramentas ideais se tornou a realidade de todos os gestores que buscam a maximização das atividades de sua frota.

Para atender essas exigências, diariamente são produzidas novas peças, automóveis, ferramentas e programas que contribuem em diferentes formas e aplicações em uma frota, como um software de gestão de frotas, por exemplo. 

Estar de fora de toda essa realidade significa ser ultrapassado pela competitividade comercial. 

Portanto, quando essa se torna uma característica de sua empresa, chegou a hora de aplicar a renovação de frota!

6. Estar sempre um passo à frente

Você planeja expandir o negócio ou seguir uma nova direção para aumentar a sua base de clientes? 

Todos esses são fatores importantes a serem considerados ao decidir sobre como prosseguir com o reparo ou a substituição dos veículos da frota. 

As necessidades do seu negócio provavelmente mudarão com o tempo em resposta às demandas do mercado e dos clientes.

Por isso, mantenha-se sempre um passo a frente e incorpore a renovação de frota no seu planejamento macro.

Como investir na renovação de frota?

Para a maioria dos gerentes de frota, saber exatamente quando substituir um veículo é um palpite, indefinível e imprevisível. Por isso, reflita:

  • Quais etapas você está realizando para rastrear com precisão os custos e substituir os veículos na hora certa? 
  • A sua estratégia está alinhada com seus objetivos financeiros e operacionais?

Para investir nessa atualização de forma adequada, você precisa estar atento a diferentes pontos que vão impactar diretamente nos resultados de suas operações.

Primeiramente, é importante entender que a substituição de veículos antigos não significa apenas uma atualização superficial, mas também acompanha uma redução de gastos a curto prazo bastante perceptível. 

Isso porque carros mais novos consomem menos combustíveis e são desenvolvidos com foco na otimização do desgaste de seus pneus, o que significa uma redução de manutenções corriqueiras, por exemplo.

Além disso, estar atento aos modelos ideais de veículos de sua frota também deve estar em seu checklist na hora de aplicar a renovação de frota. 

Por exemplo:

  • Seus veículos atuais atendem a demanda de suas operações? 
  • Já parou para pensar como isso pode ser algo que contribui para um desgaste excessivo deles?

Por isso, é recomendado dedicar seu tempo para entender as melhores formas de investir nos veículos ideais para sua frota. 

Nesse estudo, avalie o nível de suas operações, carga utilizada, tamanho da frota e muitas outras características.

Além disso, lembre-se sempre que quantidade não significa qualidade. De nada adianta multiplicar a quantidade de sua frota, por exemplo, se ela não suprir suas necessidades. 

Portanto, procure investir no que realmente vale a pena para evitar futuras dores de cabeça.

Analisar o cenário antes de renovar a frota é fundamental

Estamos passando por um cenário desestimulante para gestores que precisam renovar a frota.  A crise dos semicondutores encareceu os veículos zero quilômetro e causou impacto até na oferta de seminovos. De acordo com especialistas, esse cenário só tende a voltar ao normal a partir de 2023. Ou seja, é preciso mais do que nunca cruzar dados e utilizá-los em seu favor.

Assim, otimize processos de manutenção, mantenha um olhar firme sobre os reparos periódicos e reforce o diálogo com os seus fornecedores. Isso pode te dar um tempo extra antes de renovar a sua frota.

Entendeu a importância da renovação de frota? E para tornar essa tarefa mais prática, um software de gestão de frota pode ajudá-lo a identificar o melhor momento de atualizar sua frota.