Como fazer gestão de pneus e reduzir custos com frota

A gestão de pneus é uma solução estratégica que deve ser adotada pelo gestor de frotas.

Através dela, o frotista pode comparar a durabilidade do pneu considerando as recomendações dos fabricantes, identificar facilmente as condições de uso, controlar a vida útil e prevenir desvios e furtos. 

A gestão adequada dos pneus ainda colabora com o controle de custos com compras, reformas e descartes. 

Por isso, neste artigo, vamos mostrar como você pode fazer esse gerenciamento da forma correta. Vamos lá? 

O que significa gestão de pneus?

A gestão de pneus corresponde aos cuidados sistemáticos para aumentar a vida útil deste importante item para o controle e manutenção da frota.

Sem a correta gestão de pneus, os frotistas podem acumular ainda mais riscos se considerarmos que muitas estradas brasileiras são mal cuidadas. Isto pode ocasionar também o aumento de compras de novos pneus e maior gasto com combustíveis.

Note que um simples pneu furado pode prejudicar a produtividade dos negócios e arriscar vidas. E um sistema de gerenciamento de pneus pode ajudá-lo a evitar isso – e muito mais. 

Sempre é possível recorrer a verificações básicas do estado geral dos pneus e da calibragem manual, por exemplo.

No entanto, em uma frota de veículos, a gestão de pneus precisa ser estratégica. Confira a seguir o porquê.

Por que você deve investir no controle de pneus da sua frota

Para controlar os custos com  transporte rodoviário, os proprietários de frotas não têm escolha a não ser continuar buscando todas as alternativas para redução de despesas operacionais possíveis. 

Certamente, ninguém pode se dar ao luxo de ignorar as economias que podem ser derivadas do gerenciamento adequado de um dos maiores custos operacionais para a maioria das frotas – pneus.

Os gastos com pneus representam cerca de 12% do custo da frota, perdendo apenas para as despesas com combustíveis e manutenções.

Banner controle de pneus

Como reduzir custos com frota através da gestão de pneus

O primeiro passo para reduzir os custos com a frota através da gestão de pneus é compreendê-los como um ativo e não como um bem consumível.

Isso porque bens consumíveis são mercadorias, compradas e consumidas. 

Por outro lado, os pneus são ativos financeiros que devem ser selecionados e gerenciados como tal desde a compra original até a recapagem até o descarte final.

Uma vez que os pneus apropriados são selecionados para o veículo e trabalho em questão, caberá aos técnicos ou terceirizados realizar a manutenção, mas a responsabilidade de tirar o máximo proveito desses pneus sempre será do gestor de frota.

Dessa forma, para que a gestão de pneus impacte diretamente na redução de custos, considere:

Realizar a seleção adequada dos pneus

Uma parte integrante da implementação da gestão de pneus é a seleção adequada desses itens. 

Dessa forma, essas decisões devem ser revisadas periodicamente, de acordo com o desempenho da sua frota. 

A seleção deve ser realizada conforme a demanda, e função dos pneus na sua frota, por isso, vale entender os objetivos da companhia em médio e longo prazo.

Elaborar um programa para aumentar a vida útil dos pneus

Como gestor de frotas, é seu papel definir ações estratégicas para aumentar a vida útil dos pneus antes de recorrer à troca. 

Assim, avalie os fatores que causam desgaste, como os níveis de manutenção e calibragem, estilo de direção e os tipos de carga que são transportadas. 

Em seguida, defina ações coordenadas para evitar que esses fatores reduzam a vida útil dos pneus.

Aplicação de um checklist diário de manutenção 

Com a ajuda dos condutores, é possível conservar os pneus com mais facilidade. 

Para isso, é importante que medidas para aumentar a vida útil desses itens sejam estruturadas em um checklist, verificando pontos como:

  • Estado Geral;
  • Calibragem;
  • Banda de Rodagem;
  • Limpeza;
  • Armazenamento.

Investimento em manutenção preventiva

Inspeções periódicas para descobrir padrões de desgaste irregulares dos pneus podem  indicar a necessidade de reparos. No entanto, essas inspeções precisam ser mais que encontrar defeitos superficiais. O pessoal de manutenção deve ser treinado para identificar padrões de desgaste que possam indicar problemas futuros nos veículos da sua frota.

Tecnologia para controle e gestão de pneus

A tecnologia avançou nos últimos anos a ponto de haver muitos recursos para ajudar no gerenciamento de pneus. 

Softwares tecnologicamente avançados, sistemas de monitoramento de pressão e inflação estão disponíveis e podem facilitar o rastreamento, manutenção e análise de pneus.

Apesar disso, um sistema de gerenciamento de pneus de uma frota ainda pode ser feito com lápis e planilhas, o que não é recomendado devido ao perigo de falha humana e da inviabilidade de aplicação em frotas de maior porte.

Lembre-se: um bom programa de gerenciamento de pneus inclui rastreamento do início ao fim, análise, manutenção preventiva e muito mais. 

Logo, o programa de gerenciamento de pneus de uma frota deve ser escrito, comunicado, monitorado e aplicado e com a tecnologia correta, fica muito mais fácil.

A Sofit te ajuda com a gestão de pneus!

E então, que tal começar a colocar as nossas orientações em prática e otimizar a gestão de pneus? Com a Sofit, o controle de pneus se torna uma tarefa simples e prática.

Com as funcionalidades de gestão de pneus da nossa plataforma você pode: 

  • Controlar a quilometragem e saber a hora de realizar uma recapagem; 
  • Receber alerta no momento certo de realizar um rodízio; 
  • Saber o custo da vida útil de cada pneu; 
  • Controlar (através de marca de fogo) a utilização e movimentação de cada pneu; 
  • Gerenciar o balanceamento e a calibragem;
  • Identificar as condições de uso; 
  • Verificar a vida útil do pneu comparando com as recomendações dos fabricantes;
  • Fiscalizar a localização do pneu por veículo, ajudando a prevenir desvios e furtos; 
  • Controlar as receitas com descarte de pneu.

Ficou interessado? Agende um teste grátis com um dos nossos consultores hoje mesmo!