conservação controle de pneus

Que tal ver algumas dicas para a manutenção e controle de pneus?

Você sabia que os gastos com pneus podem chegar a até 12% dos custos gerais de uma frota? Com isso, os donos de empresas que lidam com transporte de cargas e os gestores de frota têm sempre que buscar maneiras para prolongar a vida útil  e o controle de pneus, evitando gastos desnecessários com os veículos.

 

Cuide da calibragem

A pressão que há dentro dos pneus é um importante fator para sua durabilidade. Portanto, é essencial que os motoristas sejam orientados a verificar a calibragem dessas peças ao longo da viagem e a utilizar a pressão de ar que os fabricantes recomendam nos manuais do carro ou nos apontamentos sobre o pneu. A verificação de segurança precisa ser realizada uma vez por semana, pelo menos, e com o carro desligado (pneus frios).

Além disso, nunca se esqueça de calibrar também o pneu reserva (estepe). E não exceda a pressão recomendada, porque a sobrecarga também poderá trazer problemas aos pneus, como aumento da deflexão normal das peças e um aquecimento demasiado, o que pode romper a borracha.

 

Treine a sua equipe

Se seus motoristas tiverem uma condução defensiva e prestarem bastante atenção nas vias por onde passam, a vida útil dos pneus certamente será muito maior. As superfícies acidentadas e irregulares devem ser evitadas, para que não ocorram cortes ou danos nas bandas de rolagem.

Também é preciso orientar sua equipe com relação às estradas cobertas de óleo, combustíveis ou outras substâncias químicas, para que todos fiquem bem atentos e não ocorra um deslizamento ou estrago de outra ordem. Acelerações desnecessárias e freadas bruscas precisam ser contidas, pois isso também desgasta os pneus — além de prejudicar o controle de combustível.

 

Evite o excesso de carga

É importante que o veículo esteja circulando com a quantidade de peso dentro dos limites que o fabricante sugere. O excesso de peso é prejudicial não só para o jogo de pneus, mas também para outros componentes do automóvel.

 

Compre pneus de qualidade

A princípio, pode parecer interessante gastar menos ao adquirir pneus remanufaturados ou de segunda linha. Mas é preciso considerar que um veículo parado por estar com pneus danificados pode atrasar suas entregas e fazê-lo gastar muito mais dinheiro. Sendo assim, adquira pneus que tenham o selo do INMETRO e uma proveniência garantida.

 

Inspecione os pneus antes de cada viagem

Por mais que todos os cuidados sejam tomados, ninguém está livre de passar sobre pequenas pedras ou outros objetos cortantes ou perfurantes, como pregos, parafusos, cacos de vidro, por exemplo. Por isso, antes de partir em viagem, seus funcionários devem revistar todos os pneus para identificar objetos estranhos enterrados na banda de rolagem ou nos perfis da peça.

 

Efetue o rodízio dos pneus

É possível obter mais rendimento do seu jogo de pneus se você tiver um projeto de troca entre os pneus instalados em cada veículo de sua frota. O rodízio pode ser feito a cada 5 mil quilômetros. Essa medida será eficiente para compensar a disparidade dos desgastes entre os pneus do carro e também para diminuir o consumo de combustível.

 

Tenha um software para gestão e controle de frotas

Quando uma empresa conta com um sistema de monitoramento de frota, o gestor terá em mãos uma quantidade considerável de informações sobre cada automóvel — desde o tempo certo de calibração até o histórico de movimentações dos pneus. Esse software será útil para que os pneus se mantenham conservados, além de ser um excelente auxiliar para prevenir desvios e furtos dos equipamentos e para a escolha das melhores rotas a seguir.

E você, o que tem feito para controlar a vida útil dos pneus que vão nos carros de sua frota?

3 respostas

Os comentários estão fechados.