Dicas para transportadoras pequenas

Existem alguns pontos acerca da gestão de transportadoras pequenas que são mais complicados do que em grandes empresas. Isso acontece, principalmente, porque nesses casos a empresa conta com poucos recursos e o gestor desempenha vários papéis dentro do negócio.

Entretanto, isso pode ser minimizado com algumas decisões simples. Confira, a seguir, algumas dicas sobre o que pode ser feito parar aprimorar a gestão de frotas em transportadoras pequenas!

Controle de indicadores

Existe um jargão na área de administração que fala que não é possível gerenciar aquilo que não se mede. Tomar decisões sem se basear em números e fatos pode trazer grandes prejuízos, logo, crie indicadores simples e que lhe dizem muito sobre a sua operação.

Ou seja, além de controlar e registrar as operações, o ideal é definir indicadores de desempenho que darão uma visão geral dos resultados obtidos em determinados períodos. Isso ajuda a compreender e identificar as falhas e suas causas, além de fornecer uma base confiável para o processo de tomada de decisão.

Delegação de tarefas

Como dissemos acima, em empresas pequenas, os gestores acabam assumindo vários papéis e se sobrecarregando de atividades. Isso acaba fazendo com que tarefas simples tomem muito tempo, que poderia estar sendo utilizado para resolver questões mais importantes.

Por isso, é preciso ter em mente que delegar é essencial. Atividades mais simples e de controle, por exemplo, podem ser repassadas a um colaborador que seja capacitado e confiável para realizar um trabalho de qualidade.

Outra forma de delegar tarefas é terceirizando esses controles com uma empresa especializada em gestão de frotas. O valor gasto com um funcionário ou empresa terceirizada deve ser visto como um investimento que contribuirá para a redução dos custos, uma vez que dificilmente o gestor, cuja rotina costuma ser sobrecarregada, conseguirá focar nesse tema de forma adequada.

Estreitamento das relações

Em empresas pequenas, a relação com os clientes, fornecedores, parceiros e mesmo com os funcionários exerce um papel importantíssimo e influencia diretamente nos resultados. Portanto, ela deve ser o mais próxima possível, a fim de encontrar e absorver todas as oportunidades de melhorias que houver.

Isso pode ser feito por meio do desenvolvimento dos clientes com ações de pós-vendas, visitas aos fornecedores, compreensão da rotina dos motoristas e das dificuldades que eles enfrentam em sua rotina, entre outras coisas. Quanto mais próximo deles você estiver, melhor você vai entender seu negócio.

Retenção de talentos

Encontrar bons funcionários, que compartilham dos valores da empresa, é uma tarefa muito difícil. Quando se tem bons motoristas, o gestor deve procurar retê-los e fazer com que eles se tornem seus multiplicadores, repassando a cultura da empresa para os novos colaboradores. Assim, ele garante que questões importantes, como direção segura, cuidados com o veículo e economia, sejam repassadas.

Contratação de seguros

Infelizmente o índice de acidentes, furtos, assaltos e sequestros nas estradas é grande e, em apenas alguns momentos, pode acontecer algo que prejudique o negócio seriamente. Portanto, a contratação de seguros (tanto para os veículos quanto para as cargas) é essencial.

Grande parte do sucesso de uma transportadora pequena se deve ao trabalho de seu gestor, que deve se posicionar como líder e tomador de decisões, em vez de dedicar seu tempo executando tarefas de menor importância. Com as dicas que oferecemos, é possível voltar o foco para o planejamento e melhorias, que permitem que a empresa seja melhor estruturada.

Gostou do nosso post de hoje? Aproveite e confira também nossas dicas sobre saiba como fazer a gestão de uma transportadora!