plotagem de carros

Também conhecida como “envelopamento automotivo” a plotagem de carros é um recurso que está se popularizando cada vez mais no meio das frotas corporativas.

Isso porque a plotagem acaba se tornando uma alternativa, muitas vezes mais viável que a pintura dos automóveis. Alguns gestores também ficam com receio de adesivar os carros com o logo da empresa, devido aos assaltos e arrombamentos.

Se você lida com uma frota grande de veículos, certamente ainda vai se deparar com essas situações ou já vivenciou, certo?

Então, será que a plotagem de carros vale mesmo a pena? O que diz a legislação e como realizar o serviço com segurança? Descubra tudo sobre o tema neste artigo!

Plotagem de Carros, o que é?

Diferente da adesivagem, que assume apenas a aplicação de alguns adesivos nos veículos da sua frota, a plotagem de carros é o nome que se dá ao processo de envelopamento dos automóveis. O termo surgiu devido à máquina que realiza o processo, o “plotter”.

Não é a toa que os carros envelopados tomaram as ruas. 

A plotagem é uma boa opção para empresas que desejam deixar a sua marca em evidência, marcando presença na mente dos clientes. Com a divulgação de telefones, sites e elevando o status do seu negócio. 

O que muitos gestores acabam esquecendo é de que a técnica de plotagem veicular serve também para proteger a pintura dos veículos.

Por que plotar os veículos da sua empresa?

A ideia de diferenciar os veículos da frota é o principal motivo pelo qual os gestores optam pela plotagem dos carros. Além disso, uma frota corporativa envelopada acaba se tornando um ótimo recurso de marketing, sabia?

Os veículos envelopados levam o nome e o contato da sua empresa para as ruas da cidade na medida em que rodam por ela quase que diariamente.

Em contrapartida, os veículos da sua empresa tendem a ser facilmente reconhecidos também no caso de infrações, como estacionar em locais indevidos, por exemplo e até em casos de acidentes com algum carro da sua frota.

Também conhecida como “envelopamento automotivo” a plotagem de carros é um recurso que está se popularizando cada vez mais no meio das frotas corporativas.

Isso porque a plotagem acaba se tornando uma alternativa, muitas vezes mais viável que a pintura dos automóveis. Alguns gestores também ficam com receio de adesivar os carros com o logo da empresa, devido aos assaltos e arrombamentos.

Se você lida com uma frota grande de veículos, certamente ainda vai se deparar com essas situações ou já vivenciou, certo?

Então, será que a plotagem de carros vale mesmo a pena? O que diz a legislação e como realizar o serviço com segurança? Descubra tudo sobre o tema neste artigo!

Plotagem de Carros, o que é?

Diferente da adesivagem, que assume apenas a aplicação de alguns adesivos nos veículos da sua frota, a plotagem de carros é o nome que se dá ao processo de envelopamento dos automóveis. O termo surgiu devido à máquina que realiza o processo, o “plotter”.

Não é a toa que os carros envelopados tomaram as ruas. 

A plotagem é uma boa opção para empresas que desejam deixar a sua marca em evidência, marcando presença na mente dos clientes. Com a divulgação de telefones, sites e elevando o status do seu negócio. 

O que muitos gestores acabam esquecendo é de que a técnica de plotagem veicular serve também para proteger a pintura dos veículos.

Por que plotar os veículos da sua empresa?

A ideia de diferenciar os veículos da frota é o principal motivo pelo qual os gestores optam pela plotagem dos carros. Além disso, uma frota corporativa envelopada acaba se tornando um ótimo recurso de marketing, sabia?

Os veículos envelopados levam o nome e o contato da sua empresa para as ruas da cidade na medida em que rodam por ela quase que diariamente.

Em contrapartida, os veículos da sua empresa tendem a ser facilmente reconhecidos também no caso de infrações, como estacionar em locais indevidos, por exemplo e até em casos de acidentes com algum carro da sua frota.

O que considerar antes de recorrer ao envelopamento automotivo?

Um gestor de frotas deve estar atento a alguns detalhes, além dos prós e contras da plotagem de carros. Uma delas é nunca recorrer ao envelopamento devido a um fator meramente estético.

Além disso, lembre-se: carros plotados tendem a chamar mais a atenção de criminosos. Esses criminosos agem nas estradas e podem perder o seu valor comercial no caso de revenda.

Por isso, antes de considerar recorrer ao envelopamento veicular, analise alguns cenários e verifique os pontos que vamos descrever a seguir:

  • Pense sempre em frases e informações curtas, afinal, o veículo estará em movimento na maioria das vezes;
  • Com uma frota envelopada, a orientação aos motoristas precisa ser redobrada para evitar danos à imagem da sua empresa;
  • Uma frota plotada precisa de mais recursos de segurança e monitoramento, por isso, considere utilizar um sistema de gestão de frotas adequado;
  • Acompanhe o processo de envelopamento. Os adesivos devem ser aplicados em veículos completamente limpos;
  • Sempre confira o material da plotagem. Com um bom serviço, o processo garante a proteção da pintura e pode durar até 5 anos.

Quais os tipos de envelopamento existentes no mercado automotivo?

Como citamos, um bom processo de plotagem de carros tende a durar aproximadamente 5 anos – no caso de adesivos importados. 

Mas é preciso recorrer à profissionais de confiança e verificar os materiais que serão utilizados durante o processo.

Hoje, o serviço de plotagem se popularizou e já é possível recorrer a diferentes tipos de envelopamento. Confira abaixo os tipos de plotagem de carros mais comuns:

Adesivo de Vinil

Este é o tipo mais comum e barata de plotagem de carros. Neste processo, o carro é envelopado com uma película de vinil, podendo contar com diversos tipos de cores e acabamentos. Também é possível encontrar películas de PVC e fibra. Mas a de vinil é a mais adequada para uso comercial.

Poliuretano

Este é um processo para quem não está procurando por customização e sim por mais proteção. Com o poliuretano, os carros da sua frota passam a contar com uma película transparente que confere maior resistência contra arranhões superficiais.

Envelopamento Líquido

O envelopamento líquido tem este nome pois é uma técnica realizada com tinta que se transforma em uma película e depois de seca. O que elimina o risco de criação de bolhas. O processo protege a lataria do sol e permite a utilização de acessórios de lavagem, como buchas, por exemplo.

O que diz a legislação sobre a plotagem de carros?

No Brasil, embora comum, a prática do envelopamento veicular precisa seguir alguns detalhes para ser considerada como legal. Caso você não se atente a isso, poderá ter sérios problemas com blitz e multas indevidas.

O CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) diz que um veículo pode ter até 50% da sua cor natural alterada. Caso a plotagem seja aplicada numa área maior que a estabelecida, é preciso também alterar o documento de licenciamento do carro.

Lembre-se: ter um veículo envelopado fora dos padrões rodando nas ruas é considerado uma infração grave e o carro pode ser apreendido para regularização.

Manutenção e limpeza dos veículos plotados

Alguns cuidados específicos devem ser assumidos antes durante e depois do processo de plotagem de carros. Veículos adesivados requerem atenção ao processo de manutenção e principalmente de lavagem.

Em primeiro lugar, esqueça os famosos lava-jatos!

Lavar um veículo plotado com jatos de água pode danificar o adesivo de vinil utilizado para a cobertura. Recorre a uma lavagem ecológica ou a um processo mais simples, com sabão neutro, esponja com cerdas macias e flanelas especiais, de microfibra.

Também não é aconselhável adesivar veículos com danos na lataria. Antes disso, procure uma funilaria para corrigir as imperfeições e só depois pense em plotar.

Afinal, a plotagem de carros vale a pena?

Não temos uma resposta concreta para essa pergunta, mas pedimos que você avalie com cuidado as informações que disponibilizamos neste artigo. Preocupe-se sobretudo com a manutenção e monitoramento dos veículos plotados para garantir que nenhum custo extra será incorporado à sua folha de pagamentos no final do mês.

Quer garantir a proteção dos seus carros plotados? Conte com o sistema de gestão de frotas da Sofit. Temos a solução perfeita para você. Solicite um teste grátis agora mesmo!

O que considerar antes de recorrer ao envelopamento automotivo?

Um gestor de frotas deve estar atento a alguns detalhes, além dos prós e contras da plotagem de carros. Uma delas é nunca recorrer ao envelopamento devido a um fator meramente estético.

Além disso, lembre-se: carros plotados tendem a chamar mais a atenção de criminosos. Esses criminosos agem nas estradas e podem perder o seu valor comercial no caso de revenda.

Por isso, antes de considerar recorrer ao envelopamento veicular, analise alguns cenários e verifique os pontos que vamos descrever a seguir:

  • Pense sempre em frases e informações curtas, afinal, o veículo estará em movimento na maioria das vezes;
  • Com uma frota envelopada, a orientação aos motoristas precisa ser redobrada para evitar danos à imagem da sua empresa;
  • Uma frota plotada precisa de mais recursos de segurança e monitoramento, por isso, considere utilizar um sistema de gestão de frotas adequado;
  • Acompanhe o processo de envelopamento. Os adesivos devem ser aplicados em veículos completamente limpos;
  • Sempre confira o material da plotagem. Com um bom serviço, o processo garante a proteção da pintura e pode durar até 5 anos.

Quais os tipos de envelopamento existentes no mercado automotivo?

Como citamos, um bom processo de plotagem de carros tende a durar aproximadamente 5 anos – no caso de adesivos importados. 

Mas é preciso recorrer à profissionais de confiança e verificar os materiais que serão utilizados durante o processo.

Hoje, o serviço de plotagem se popularizou e já é possível recorrer a diferentes tipos de envelopamento. Confira abaixo os tipos de plotagem de carros mais comuns:

Adesivo de Vinil

Este é o tipo mais comum e barata de plotagem de carros. Neste processo, o carro é envelopado com uma película de vinil, podendo contar com diversos tipos de cores e acabamentos. Também é possível encontrar películas de PVC e fibra. Mas a de vinil é a mais adequada para uso comercial.

Poliuretano

Este é um processo para quem não está procurando por customização e sim por mais proteção. Com o poliuretano, os carros da sua frota passam a contar com uma película transparente que confere maior resistência contra arranhões superficiais.

Envelopamento Líquido

O envelopamento líquido tem este nome pois é uma técnica realizada com tinta que se transforma em uma película e depois de seca. O que elimina o risco de criação de bolhas. O processo protege a lataria do sol e permite a utilização de acessórios de lavagem, como buchas, por exemplo.

 

O que diz a legislação sobre a plotagem de carros?

No Brasil, embora comum, a prática do envelopamento veicular precisa seguir alguns detalhes para ser considerada como legal. Caso você não se atente a isso, poderá ter sérios problemas com blitz e multas indevidas.

O CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) diz que um veículo pode ter até 50% da sua cor natural alterada. Caso a plotagem seja aplicada numa área maior que a estabelecida, é preciso também alterar o documento de licenciamento do carro.

Lembre-se: ter um veículo envelopado fora dos padrões rodando nas ruas é considerado uma infração grave e o carro pode ser apreendido para regularização.

Manutenção e limpeza dos veículos plotados

Alguns cuidados específicos devem ser assumidos antes durante e depois do processo de plotagem de carros. Veículos adesivados requerem atenção ao processo de manutenção e principalmente de lavagem.

Em primeiro lugar, esqueça os famosos lava-jatos!

Lavar um veículo plotado com jatos de água pode danificar o adesivo de vinil utilizado para a cobertura. Recorre a uma lavagem ecológica ou a um processo mais simples, com sabão neutro, esponja com cerdas macias e flanelas especiais, de microfibra.

Também não é aconselhável adesivar veículos com danos na lataria. Antes disso, procure uma funilaria para corrigir as imperfeições e só depois pense em plotar.

Afinal, a plotagem de carros vale a pena?

Não temos uma resposta concreta para essa pergunta, mas pedimos que você avalie com cuidado as informações que disponibilizamos neste artigo. Preocupe-se sobretudo com a manutenção e monitoramento dos veículos plotados para garantir que nenhum custo extra será incorporado à sua folha de pagamentos no final do mês.

Quer garantir a proteção dos seus carros plotados? Conte com o sistema de gestão de frotas da Sofit. Temos a solução perfeita para você. Solicite um teste grátis agora mesmo!