Itens para se verificar na manutenção de caminhões

Você sabe o que precisa levar em conta para fazer uma manutenção de caminhões eficiente? Manter a manutenção preventiva em dia é essencial para evitar qualquer tipo de problemas em sua frota, ainda mais quando levamos em consideração como um caminhão roda durante o período de transporte de qualquer mercadoria. Por isso, pensar na melhor forma de aplicar uma revisão eficiente significa economizar muito mais no futuro.

Existem alguns detalhes que você precisa levar em conta na hora de identificar e avaliar as melhores formas de manter a saúde dos componentes de sua frota. Pensando nessa importância, nós preparamos os principais itens que você deve avaliar na hora de fazer a manutenção de caminhões da sua frota. Leia nosso artigo e confira!

Você sabe a diferença entre manutenção corretiva, preditiva e preventiva?

Antes de tudo, você precisa ter certeza que conhece tudo que diferencia os vários tipos de manutenção de frotas. Esses diferentes tipos de previsão vão lhe ajudar a reconhecer a melhor forma de aplicá-los nos seus caminhões.

Em primeiro lugar, a manutenção corretiva nada mais é que uma forma de corrigir os problemas e erros já existentes. Ou seja, o conserto apenas é feito quando uma adversidade surge, afetando o funcionando do veículo.

Por se tratar muitas vezes de reparos emergenciais, a manutenção corretiva acaba se tornando uma alternativa mais cara do que manter a saúde dos caminhões em dia, por exemplo. Além de acabar afetando o financeiro de sua empresa por serem gastos não planejados.

Já a manutenção preventiva é quando o conserto ou substituição de algum material é feito quando desgastado naturalmente, ou quando apresentam peças quebradas. Ao colocá-la lado a lado com a preventiva, a corretiva costuma sair muito mais cara pela necessidade de reposição de componentes e pela demanda de um tempo maior, afetando as operações devido ao período de conserto em que o caminhão permanece parado.

E, por fim, a manutenção preditiva, que é a opção mais cara, mas também a mais eficiente. Esse tipo de manutenção é realizado a partir de um monitoramento completo das condições e desempenho de cada veículo da frota, colocando-os sobre perícia completa para corrigir o que for preciso por meio de ferramentas especiais como rastreadores, câmeras termográficas e muitas outras.

O que levar em conta na hora de fazer a manutenção de caminhões da sua frota?

  • Óleo do motor

Avalie como está a situação do óleo do motor, verificando principalmente o seu nível e se apresenta detritos metálicos que podem acontecer devido a problemas no motor, como sua aparência escura. A troca do óleo deve ser feita seguindo as orientações da montadora ou fabricante do óleo utilizado.

  • Freios

Confira o estado da drenagem de água acumulada entre os balões de ar e o desempenho das lonas. É recomendado que você faça testes do sistema de frenagem para entender se precisa realizar a troca de seus componentes ou não.

  • Suspensão

Verifique a situação de todo o sistema para conferir se apresenta algum tipo de problema que podem afetar a suspensão do caminhão. Além disso, também é recomendado que você faça a verificação da lubrificação dos pinos.

  • Escapamento

Faça o teste e análise do funcionamento do escapamento para procurar por fluídos ou sujeiras que possam vir a afetar seu desempenho, como o impedimento da saída funcional de ar.

  • Sistema elétrico

Procure pela presença de oxidação nos cabos, nos terminais e na bateria. Eles podem acontecer devido ao mau contato dos componentes.

  • Baterias

Verifique a situação da bateria e mantenha sempre um nível adequado em seus níveis para que seu caminhão não enfrente problemas. Manter as baterias atualizadas seguindo um planejamento de troca deve ser um papel essencial na manutenção de caminhões de sua frota.

  • Fluidos

Mantenha uma atenção especial pela data de validade dos fluídos. Sua principal função é reduzir o atrito entre as peças, portanto, se esse produto estiver com a qualidade comprometida, isso irá prejudicar diretamente no funcionamento do veículo. Na hora de fazer a manutenção dos caminhões de sua frota, sempre siga as recomendações dos fabricantes dos componentes utilizados.

  • Pneus

Rodar com pneus instáveis é uma atitude que precisa ser evitada. Antes de colocar um caminhão na estrada, faça a verificação visual buscando por danos na área dos pneus e a profundidade das bandas de rodagem. Também faça a medida e o ajuste da pressão de acordo com a carga que será transportada no caminhão.

  • Filtros

Confira os filtros de combustível, óleo e de ar do motor. Eles devem seguir o que for recomendado pelos fabricantes da marca utilizada. Na hora de fazer a manutenção de caminhões, é recomendado que você sempre utilize produtos originais, pois eles são acompanhados por certificações e recomendações específicas que garantem um bom funcionamento.

  • Paletas do limpador

Conferir as paletas do para-brisa pode parecer uma atitude simples, mas é essencial para a segurança não apenas do caminhão, mas também do condutor e da mercadoria transportada. Principalmente em períodos chuvosos, você deve sempre acompanhar o estado das paletas.

  • Módulo de injeção

Dependendo do tipo de injeção de seu caminhão, durante a manutenção de caminhões, você deve seguir as recomendações do fabricante para identificar o que deve ser feito para manter um nível satisfatório e seguro.

  • Quinta roda

Confira também a quinta roda do caminhão. É recomendado que mantenha sempre um planejamento de limpeza para a substituição da graxa antiga e a verificação de divergências em seus componentes.

Entendendo a importância em avaliar cada um desses pontos e seguindo-os corretamente, você conseguirá colocar em prática a manutenção de caminhões na sua frota em dia para garantir a segurança de suas atividades.

E agora, que tal conhecer como os diferentes tipos de manutenções podem ajudar sua empresa, assim como as melhores formas de aplicá-las? Baixe gratuitamente nosso ebook “O guia completo da manutenção de veículos” para saber mais.