Como controlar multas

O controle de multas de trânsito precisa ser feito para que a eficiência da frota não seja comprometida. Uma infração pode impossibilitar o veículo de rodar – e isso significa prejuízos para suas operações.

Como fazer o controle de multas

Antes de tudo, é preciso fazer com que os colaboradores se conscientizem que a responsabilidade pelas multas é do motorista, e é ele quem precisa arcar com as consequências. Essa conscientização é importante para que os motoristas adotem práticas de direção seguras e que respeitem as leis de trânsito.

Além disso, é importante que a empresa promova programas educativos para seus condutores. A educação e a prevenção são as melhores maneiras de evitar gastos e incômodos por conta de multas de trânsito.

E se a multa acontecer?

Mesmo com essas medidas, se a infração acabar acontecendo, a empresa pode adotar algumas medidas:

  • Controlar o recebimento da notificação da multa expedida pelo órgão de trânsito;
  • Enviar a notificação recebida ao condutor responsável por meio de comunicação interna;
  • Controlar a devolução da notificação e enviar para o órgão de trânsito a documentação necessária para pontuação da Carteira Nacional de Habilitação do condutor infrator;
  • Controlar o recebimento da guia de pagamento e providenciar a sua liquidação;
  • Após notificado sobre a o valor a ser pago da multa, o condutor responsável deve ter o prazo de 5 dias para quitar o débito;
  • Caso o motorista responsável não se manifeste no prazo estabelecido ou alegue impossibilidade de efetuar o pagamento à vista da multa em tempo hábil, o gestor responsável poderá adotar as providências necessárias para o seu pagamento até a data de vencimento, e solicitará que o motorista autorize o desconto do valor pago em folha.
  • Se o infrator se negar a pagar e a autorizar o desconto de seus vencimentos, o gestor poderá encaminhar à área de Recursos Humanos o documento respectivo, firmado por duas testemunhas que atestem que a multa é de responsabilidade daquele condutor, para fins de dedução compulsória de sua remuneração.

Para fazer todos esses controles de envios e recebimentos de documentos e notificações, a empresa pode utilizar programas de planilha, tais como o Excel, ou ainda adotar um Software de Gestão de Frota (como é o Sofit), que automatiza esses processos de maneira ágil e com mais segurança para as informações.