Frota gerencial: 7 razões para sua empresa investir

Uma estratégia de frota gerencial envolve a análise e monitoramento de um grupo de veículos da sua frota.

Dessa forma, o termo também é utilizado como sinônimo para gerenciamento de frotas.

Apesar disso, a frota gerencial deve ser compreendida como uma postura proativa de gestão, onde a automação dos processos gera dados, utilizados para basear a tomada de decisão do gestor. 

No artigo de hoje, vamos mostrar como você pode introduzir a frota gerencial na sua operação, falar sobre as vantagens e maneiras de medir o desempenho desse modelo. Vamos lá?

O que é frota gerencial?

Frota gerencial é o processo de gerenciamento de frotas realizado de forma inteligente e automatizada. 

Esse processo é baseado em pelo menos 3 pilares: gerenciamento estratégico, tecnologia e redução de custos.

Confira abaixo o que cada um deles representa para o gerenciamento da sua frota de veículos:

Gestão Estratégica

A gestão estratégica é o processo de definição de metas, procedimentos e objetivos para tornar uma empresa ou organização cada vez mais competitiva. 

Geralmente, o gerenciamento estratégico inclui avaliação e execução da estratégia em toda a empresa e análise da organização interna.

Tecnologia

As soluções tecnológicas para o gerenciamento de frotas estão em constante atualização no mercado. 

Esse avanço permite às empresas a automatização de processos, redução de falhas humanas e fornece dados necessários para a tomada de decisão. 

Dessa forma, cabe aos gestores de frota o investimento naquela que faça mais sentido para resolver os gargalos da operação.

Redução de Custos

O objetivo final da frota gerencial é a redução de custos. 

Para isso ser possível, é importante ter os outros dois pontos (gestão estratégica e tecnologia) bem estruturados e de acordo com os objetivos gerais da sua gestão.

Vantagens de investir numa frota gerencial

Quando você assume uma postura gerencial, a sua gestão deve funcionar como uma engrenagem. São raras as decisões tomadas abruptamente, já que você possui dados para basear as suas decisões.

Além disso, é mais fácil identificar qual área demanda mais custos desnecessários e determinar ações que podem ser tomadas para reduzi-los.

Adiante, confira 7 benefícios que a frota gerencial pode proporcionar para a gestão do seu negócio.

1. Melhor planejamento operacional

O planejamento da sua operação deve ter um ponto de partida. 

Sobretudo, se você assumiu o controle de uma frota recentemente e precisa verificar os pontos operacionais, pois é necessário ter dados disponíveis para decidir o que fazer.

Sendo assim, a frota gerencial tende a beneficiar operações de transporte na totalidade, já que, visando a redução de custos e prevendo o diálogo com os condutores, ela melhora o planejamento operacional.

2. Decisões mais assertivas

O principal papel do gestor de frotas é tomar decisões que conduzam a empresa até um objetivo.

Dessa forma, uma abordagem gerencial permite que você tome decisões mais assertivas, uma vez que todas elas são amparadas por relatórios fornecidos por ferramentas de gestão.

Portanto, além do processo da tomada de decisão ficar claro para os seus colaboradores (eles vão compreender que a sua decisão possui um fundamento) elas tendem a ser mais assertivas.

3. Mais controle sobre período de manutenção

Gastos com manutenção, sobretudo com as corretivas, são um calo no sapato dos gestores de frota. Com a frota gerencial, esse tipo de despesa podem ser controlada.

Isso significa que através desta abordagem, é possível identificar e perceber por onde o dinheiro da empresa está escoando e o que você pode fazer para evitar que esse padrão continue.

O controle sobre o período de manutenção é alcançado através de automatização, o que também é possível com a adoção de ferramentas de gestão de frotas.

Assim, através dessa tecnologia você pode identificar facilmente os períodos das manutenções preventivas, analisar custos e fazer um levantamento para identificar, por exemplo, se um veículo precisa ser reposto.

4. Aumento de vida útil dos veículos

Aumentar a vida útil dos veículos da frota deve ser uma meta acompanhada e analisada de perto pelos gestores.

Essa questão se agrava quando consideramos as condições nas quais os veículos são submetidos.

No Brasil, por exemplo, a malha rodoviária brasileira possui apenas 12,4% de pavimentação, segundo dados do anuário CNT do Transporte.

Um fator como esse apresentado pode reduzir significativamente a vida útil dos seus veículos. 

Por isso, adotar uma estratégia de frota gerencial para obter um melhor desempenho na operação e conseguir reduzir custos, evitando assim a antecipação da renovação de frota e prevenindo custos com manutenções corretivas é um bom negócio.

5. Estímulo de boas condutas (motoristas)

Outro benefício claro da abordagem gerencial para as frotas de veículos é o estímulo de boas condutas por parte dos motoristas.

Isso acontece quando o seu processo de gestão é claro, impessoal e considera a visão dos colaboradores, deixando mais fácil para os motoristas apoiarem as suas decisões.

Assim, a decisão de realizar um checklist das condições do veículo antes que este deixe a garagem, por exemplo, é entendida de forma completa e não apenas de forma impositiva.

6. Economia com despesas

Como falamos anteriormente, a redução de custo é um dos pilares da frota gerencial. Dessa forma, a economia com despesas é uma das consequências dessa abordagem.

Apesar de ser mais trabalhosa, investir na análise de dados e em estratégias de controle de custo tende a gerar economias duradouras.

Assim, a frota gerencial permite ao gestor identificar qual despesa pode ser otimizada e acompanhar a consequência de cada tomada de decisão com esse propósito.

7. Clientes mais satisfeitos

Tudo isso gera, consequentemente, clientes mais satisfeitos. Esse é um indicativo de que as suas ações gerenciais estão gerando impacto positivo na outra ponta.

Como gerir uma frota gerencial?

Para implementar uma estratégia de frota gerencial na sua operação, tome nota dos seguintes requisitos:

  • Adote sistemas informatizados e modulares de gestão de frotas;
  • Invista no diálogo constante e capacitação dos motoristas;
  • Elabore relatórios periódicos de despesas e custos;
  • Agrupe e relacione os veículos da sua operação, para facilitar o controle.

Além disso, tenha em mente que a frota gerencial pressupõe o monitoramento recorrente de toda a operação.

Por isso é preciso contar com relatórios gerenciais, definindo KPIs personalizados para a sua frota.

Como medir o desempenho da frota gerencial?

A mensuração do desempenho de uma frota gerencial pode ser feita através da análise de KPIs (Indicadores-chave de Desempenho).

A tecnologia evoluiu até um ponto em que, caso você gerencie uma frota muito grande, não é necessário analisar os dados de forma isolada.

Através do Big Data, por exemplo, é possível analisar uma grande quantidade de informações e identificar padrões internos e externos para apoiar a tomada de decisão.

O que é importante entender aqui é a importância dos insights fornecidos pelos dados coletados através do controle da frota.

A Sofit pode ajudar você!

A tecnologia de gestão de frotas da Sofit auxilia diversas empresas com o controle da operação e consequentemente, com redução de custos.

Então, caso você ainda não conheça as nossas soluções, agende uma demonstração gratuita e comece agora mesmo adotar uma estratégia de frota gerencial para a sua empresa!