Verificar multas é uma tarefa do gestor de frotas
Em função do aumento no índice de acidentes, o Governo encareceu as penalizações para as infrações de trânsito nos últimos dois anos na tentativa de reduzir este avanço. Com isso, a verificação de multas tem aumentado a sua importância na participação do custo total da frota.

Dentro desse contexto, uma das funções de um gestor de frotas é orientar os motoristas, no sentido de terem mais segurança durante o transporte, assim, ajudando-os a melhorar seu desempenho e trabalhando para reduzir custos com infrações.

O que nem todos os gestores sabem é que, para isso, é fundamental se manter de olho nas multas, custos improdutivos que atrapalham a rentabilidade da empresa. Acompanhe o post de hoje e descubra qual é o impacto dessas ocorrências para a sua frota e por que você deve se preocupar com elas:

Quais são as multas mais comuns

Existem muitos tipos de infrações de trânsito, que são dividias em leves, médias e graves. As mais comuns são:

  • Usar o celular enquanto dirige;
  • Excesso de velocidade;
  • Estacionar em lugar proibido;
  • Trafegar pela faixa exclusiva de ônibus;
  • Furar o sinal vermelho;
  • Não dar preferência ao pedestre;
  • Não usar o cinto de segurança;
  • Ultrapassar pela contramão;
  • Trafegar pelo acostamento; e
  • Licenciamento vencido.

Todas essas infrações são bem simples e na maioria dos casos só depende de o motorista ter mais cautela e responsabilidade. Porém, muitas vezes os condutores acreditam que esses comportamentos aumentarão sua produtividade, permitindo que sejam mais ágeis no desempenho de sua função e, assim, trazendo benefícios à empresa.

Como o gestor de frotas pode evitar multas

Não existe uma fórmula mágica para não ser multado. A única solução é manter uma constante rotina de treinamento e acompanhamento dos motoristas, informando-os sobre eventuais alterações na regulamentação de trânsito para que não incorram em infrações.

Para que essa metodologia não pareça tão invasiva, mas sim estimulante ao motorista, pode-se criar uma forma de recompensar os mais assíduos. Pode ser uma bonificação no salário, um curso de aperfeiçoamento ou mesmo um jantar com a família em um restaurante de luxo pago pela empresa.

É muito comum que gestores atuem apenas punindo os infratores, seja com a perda de vantagens ou até com demissão. Porém, recompensar os melhores pode trazer resultados melhores, pois cria uma competição saudável entre os funcionários e evita um clima organizacional pesado.

Outra maneira de reduzir a incidência de multas é acompanhar o desempenho da equipe e dar orientações e estímulos. Com isso, os bons resultados aparecerão como consequência da relação de confiança estabelecida no processo como um todo.

Como verificar multas

O monitoramento e a manutenção dos veículos são tarefas do gestor de frotas, pois ele está em contato direto com os motoristas, conhece as rotinas, os entraves e os problemas da base. Para cumprir bem essa função, a consulta de multas é essencial.

Isso porque identificar multas em tempo hábil permite recorrer, indicando o condutor e evitando assim pagar o dobro da penalização. Além disso, ela também é importante para não permitir que motoristas que tenham mais de 20 pontos na carteira pilotem, de modo a não ter o veículo apreendido.

Confira a seguir o passo a passo para a consulta:

  1. De posse do documento do veículo, acesse o site do Departamento de Trânsito do seu Estado;
  2. Localize a opção multas/débitos (ou similar);
  3. Preencha os campos do formulário com os dados solicitados (geralmente placa e Renavam);
  4. Clique na opção de busca e aguarde o sistema carregar as informações do banco de dados;
  5. Caso haja alguma multa ou débito, eles serão listados. Basta selecionar as opções indicadas e dar prosseguimento com a geração do boleto. Havendo multas, imprima o detalhamento para realizar averiguação.

Ao fazer esse procedimento básico, em menos de 5 minutos o gestor tem as informações que precisa e evita surpresas desagradáveis.

Como você pôde ver, as multas podem impactar diretamente nos gastos da frota. Consultá-las regularmente e garantir que os motoristas estejam bem orientados em relação às normas de trânsito são ações fundamentais para que o gestor cumpra bem sua função. Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe seu comentário!