O gestor de frota é a peça-chave para o gerenciamento de uma frota de veículos. 

Além do planejamento, a rotina deste profissional envolve a gerência dos ativos, conferência de custos e supervisão da rotina dos condutores.

Também é função do gestor de frota lidar com fornecedores, verificar as entregas e de uma forma geral, pensar em soluções para aumentar a eficiência de toda a operação.

Por isso, neste artigo, trouxemos informações atualizadas sobre o cargo: confira o perfil do gestor de frota, habilidades e formação necessária, além da rotina diária deste profissional indispensável para as frotas de veículos.

Gestor de Frota: o que faz?

O gestor de frota é responsável ​​por lidar com todas as facetas das atividades de frota dentro de uma organização.

Isso inclui manutenção de veículos, gerenciamento de motoristas, negociação com fornecedores e muito mais.

Algumas das principais responsabilidades de um gerente de frota incluem:

  • Manutenção de registros – principalmente manutenção de registros eletrônicos, embora provavelmente ainda existam algumas cópias físicas de documentos legais e de veículos envolvidos.
  • Gerenciar membros da equipe – é o gestor de frota o principal responsável pela coordenação dos motoristas e membros da equipe.
  • Negociação com fornecedores – um bom relacionamento com fornecedores pode resultar em grandes economias e gerentes habilidosos que constroem sua rede e relacionamentos sabem disso.
  • Cuidar do bem-estar dos motoristas – cumprir as responsabilidades legais, de segurança do trabalho e também de qualidade de vida melhora a segurança do motorista, reduzindo o risco de acidentes e estresse.
  • Analisar dados – analisar os dados resumidos pelo software de gerenciamento de frota é uma parte essencial do papel de um gerente. O software moderno torna o monitoramento de centenas, até milhares de veículos, muito mais eficiente.

Como é a rotina do gestor de frota?

Não é todo dia que o gestor de frota vai exercer todas as suas funções de gerenciamento. 

Entretanto, é fundamental verificar a conformidade de alguns itens essenciais para que a operação ocorra sem grandes problemas.

São eles:

  • Abastecimento;
  • Manutenções preventivas e corretivas;
  • Pneus;
  • Multas;
  • Controles Financeiros.

Quais são as habilidades de um bom gestor de frota?

Diante da grande variedade de atividades e responsabilidades que um gestor de frotas possui e também do dinamismo da rotina desse gestor existem algumas habilidades que o ajudarão a ser bem-sucedido na sua tarefa.

O dinamismo da rotina das operações de transporte exige do gestor de frota uma série de habilidades.

Organização, visão estratégica e analítica, proatividade e foco nos resultados são as principais delas.

Adiante, relacionamos outras competências fundamentais para o gestor de frotas ter sucesso nas suas tarefas.

Confira:

Competências em TI e software

O conhecimento de informática é essencial para o papel de um gestor de frota. Embora um bom software de gerenciamento de frota automatize a maioria das tarefas do dia-a-dia, somente um bom operador vai poder extrair todo o potencial dessa tecnologia.

Atenção aos detalhes

O software disponibiliza todos os dados que o gestor precisa para otimizar e extrair insights para melhorar a operação. 

Todavia, é preciso ter um olhar atento. Isso abre possibilidades para uma enorme economia de custos. 

Portanto, é esperado que um bom gestor consiga identificar riscos potenciais antes que eles aconteçam, áreas onde os custos podem ser economizados, além de todos os requisitos legais envolvidos.

Gestão de equipes 

Gerir equipes não se resume a dar ordens e fiscalizar se o trabalho está sendo feito. Por isso, essa é a parte mais desafiadora do trabalho de qualquer gerente. Sendo assim, é fundamental que o gestor entenda sobre gerenciamento de uma forma ampla, inclusive de gestão remota. 

Boa comunicação

Uma boa comunicação é vital para operações tranquilas dentro de qualquer departamento da frota. Espera-se que um gestor de frotas tenha habilidades interpessoais e também seja um negociador habilidoso, já que estará na linha de frente com os clientes e fornecedores.

Gestor de Frotas: perfil operacional ou estratégico?

A ideia de um gestor de frotas operacional, que acompanha a entrada e saída de cada veículo, anotando tudo em uma planilha está cada vez mais ficando para trás.

Assim, o perfil operacional está abrindo espaço para o estratégico, com a finalidade de otimizar os processos, reduzir custos e pavimentar o caminho para a empresa gastar menos e lucrar mais.

Portanto, grandes empresas de frota prezam por profissionais que sejam capazes de coletar, analisar e extrair insights relevantes a partir dos dados gerados pela frota diariamente.

Essas informações são processadas através de ferramentas de big data, normalmente, sistemas de gestão de frota, os quais os gestores devem compreender para extrair o melhor da tecnologia.

Além disso, um gestor com perfil estratégico, com o apoio da tecnologia certa, auxilia na automação dos processos — gerenciais e também operacionais — reduzindo tarefas repetitivas, aumentando assim a produtividade e eficiência da operação.

Saiba mais: GESTÃO ESTRATÉGICA DA FROTA

Como a tecnologia certa ajuda o gestor de frota?

Tecnologias como big data, dispositivos de análise preditiva, telemetria e aplicativos que facilitam a gestão devem fazer parte da expertise de um bom gestor de frotas.

Como explicamos no tópico anterior, a tecnologia auxilia no gerenciamento estratégico da frota. O primeiro passo é digitalizar a gestão por meio de um sistema de gestão de frotas.

Abaixo, confira na prática algumas soluções que tecnologia pode proporcionar para o dia a dia do gestor de frota:

Otimiza o gerenciamento dos condutores

Através de um sistema de gestão de frotas como o Sofit, o gestor consegue facilmente mapear o perfil de condutores e criar um ranking, analisando pontos como: consumo de combustível; sinistros; multas; eventos de telemetria, etc. O mapeamento é personalizável e você define o que precisa acompanhar.

Melhora o controle de multas e sinistros

Sabemos que a gestão de multas e sinistros deve ser vista com cuidado, ou pode gerar uma verdadeira bola de neve para a empresa. A boa notícia é que a tecnologia de um sistema de gestão ajuda nesta tarefa diária do gestor de frotas. Assim, você consegue executar desconto em folha e também pagar multas de forma antecipada para obter desconto.

É uma aliada para o controle financeiro

Imagine poder criar um TCO da frota e identificar o modelo mais adequado financeiramente para sua operação? 

Ou talvez você precise reduzir gastos desnecessários e identificar o uso de combustível e cartão corporativo fora do horário de expediente ou férias.

Tudo isso é possível com um sistema de gestão de frotas.

Auxilia na tomada de decisões estratégicas

Quando falamos em “tomar decisões estratégicas” estamos nos referindo às escolhas realizadas pelo gestor baseadas em dados da frota.

Essas decisões têm como finalidade pavimentar o caminho para o crescimento da operação, reduzindo custos, aumentando a produtividade e aumentando os lucros.

Dessa forma, a tecnologia ajuda a identificar, por exemplo, qual fabricante ou recapadora de pneu tem maior durabilidade ou a separar parte da frota para realizar carsharing.

Seja como for, com a tecnologia, o gestor tem uma grande aliada para tomar decisões complexas e que vão garantir a redução de custos em médio e longo prazo.

A Sofit ajuda gestores de frota a irem mais longe

Então, você se considera um bom gestor de frota? Está familiarizado com tudo o que apresentamos neste artigo?

Caso tenha a intenção de automatizar a sua operação e seguir a trilha para um gerenciamento mais estratégico, conte com a Sofit. 

Nossos consultores estão de prontidão para mostrar como a nossa tecnologia pode ser uma grande aliada da sua jornada como gestor de frota.