O gerenciamento de frota passa por transformações constantes. É preciso estar atualizado e acompanhar todas as transformações do setor. Neste sentido, a gestão 2.0 tem muito a contribuir com o trabalho do gestor de frota.

Mas você entende completamente este conceito?

Com a gestão 2.0 os esforços do responsável pelo gerenciamento de frota são direcionados para a parte estratégica e todos os processos são adaptados, considerando a conectividade e toda a tecnologia disponível como aliados.

 

Entenda como a gestão 2.0 impacta na sua gestão de frota no artigo de hoje!

 

Afinal, o que é gestão 2.0?

Você já parou para pensar na quantidade de informações que tem que administrar diariamente? São dados sobre consumo de combustível, indicadores de desempenho (KPIs), além de informações sobre rotinas de manutenção, por exemplo.

A gestão 2.0 é um modelo de gerenciamento que prevê uma gestão mais integrada, inteligente e menos dependente de planilhas.

Ou seja, o tempo do gestor, que até pouco tempo atrás era investido no registro e organização de dados, passa a ser, com o auxílio da tecnologia, cada vez mais estratégico.

 

Por que a gestão 2.0 é importante?

Você já parou para pensar na quantidade de informações que tem que administrar diariamente? São dados sobre consumo de combustível, indicadores de desempenho (KPIs), além de informações sobre rotinas de manutenção, por exemplo.

A gestão 2.0 é um modelo de gerenciamento que prevê uma gestão mais integrada, inteligente e menos dependente de planilhas.

Ou seja. O tempo do gestor, que até pouco tempo atrás era investido no registro e organização de dados, passa a ser, com o auxílio da tecnologia. Cada vez mais estratégico.

 

Quais as vantagens da adoção deste modelo de gestão por frotistas?

Já falamos sobre os benefícios de uma gestão de frota integrada. Entretanto, para que todo o esforço com a integração de dados valha mesmo a pena é fundamental que o seu modelo de gestão mantenha o foco na parte estratégica e menos na operação.

Vale lembrar que a gestão 2.0 é um conceito adotado por dezenas de organizações de todos os setores que buscam um crescimento acelerado e mais inteligência nos seus negócios.

Empresas de frota não podem ser diferentes.Entre outras vantagens da adoção do conceito de gestão 2.0 junto ao gerenciamento da sua frota, podemos destacar:

  • Eliminação ou redução de processos operacionais;
  • Ganho de tempo, com possibilidade de focar na parte estratégica;
  • Tomadas de decisão cada vez mais assertivas;
  • Mais produtividade para os seus processos gerenciais.

Quais empresas de frota devem adaptar o seu modelo de gestão?

Seja de pequeno, médio ou grande porte, frotistas que buscam uma gestão mais alinhada devem considerar a aplicação do conceito de gestão 2.0 nos seus negócios. Além disso, se você é um gestor de frota que busca por:

  • Mais tempo para focar em melhorias na gestão;
  • Relatórios mais funcionais;
  • Dados em tempo real;
  • Redução de gastos desnecessários.

 

Então, busque modernizar cada vez mais os seus processos gerenciais através da gestão 2.0.

Vamos a um exemplo mais prático?

 

A Coutran, empresa carioca, especializada nas áreas de porto e aeroporto (importação e exportação) tinha um problema comum para a maioria dos gestores de frota: não conseguia ter um controle sobre o consumo de combustível e rotinas de manutenção.

Isso acontecia pois a empresa registrava tudo no papel, dessa forma, não conseguia visualizar de forma tangível todas as solicitações, o que resultava numa falta de controle sobre os custos.

Com o software da Sofit, a Coutran passou a gerenciar as rotinas de manutenção através de um sistema que fornecia também relatórios que ajudavam o coordenador de frota a tomar decisões e reduzir custos.

CASE COUTRAN: ENTENDA MAIS SOBRE O CASO AQUI.

 

Como você observou no exemplo acima, o conceito de gestão 2.0 pôde ser colocado em prática quando a empresa notou a dificuldade em coletar e gerenciar os dados relativos às rotinas de manutenção.

Com o auxílio da tecnologia, a empresa pôde, enfim, focar os seus esforços mais na parte estratégica. Delegando ao sistema as burocracias e a coleta de dados.

 

Como implementar a gestão 2.0 na sua empresa?

Um grande problema nas organizações ao tentar modificar o seu modelo de gestão é fazer isso sem planejamento. Isso resulta no alto investimento em tecnologia. Que, ainda, são geridas por colaboradores que não entendem o que estão realmente fazendo.

Outro ponto é a subutilização de sistemas com uma quantidade considerável de recursos que não são utilizados pelos gestores.

Você já passou por isso? Pois é. Ao implementar um modelo de gestão 2.0 para a sua frota é de suma importância o preparo da mentalidade dos seus colaboradores. Desde motoristas, até assistentes.

Uma dica é procurar por soluções personalizadas, ou seja, sistemas modulares que se adaptam às suas reais necessidades.

Dessa forma, você elimina a possibilidade de subutilização, reduz custos e pode seguir um planejamento mais seguro, adotando novas tecnologias na medida em que a primeira for testada e assimilada por todos.

 

Gestão 2.0 já é uma realidade

Se a integração é uma das chaves para a gestão 2.0 e os dados integrados possibilitam que os gestores ganhem tempo, aprimorem processos e eliminem gastos desnecessários. Então você deve notar por que tantas empresas então convergindo para este novo modelo de gestão, não é mesmo?

Planilhas e informações desencontradas estão dando lugar a uma gestão que utiliza tecnologia como recurso de ganhar tempo e assertividade.

Portanto, se você é um gestor de frota que acompanha tendências e precisa melhorar os seus processos internos, faça o dever de casa. Analise os gargalos da sua organização e busque por soluções que façam você ganhar tempo e dinheiro.

 

Gostou do nosso artigo sobre gestão 2.0 e ficou interessado em focar mais na parte estratégica da sua empresa? Conheça a solução da Sofit. Solicite um teste grátis agora mesmo!