Como fazer a desmobilização da frota sem perder dinheiro?

Qual o destino de um veículo quando ele deixa de fazer parte da operação? A esse processo, damos o nome de desmobilização de frota.

Esse procedimento é uma responsabilidade que você assume na cadeia de consumo dos automóveis e caminhões, tendo a ver com a logística reversa. Por isso, deve ser tratado de maneira estratégica, de modo a evitar a perda de dinheiro.

Dessa forma, há algumas possibilidades para estabelecer o que fazer com os veículos que não servem mais e conduzir a desmobilização da frota de forma simples, eficaz e sem danos ao meio ambiente. Vamos tratar sobre elas neste artigo.

O que é desmobilização de frota? 

Desmobilização de frota é o processo de descarte dos veículos que não servem mais para a sua empresa de transporte ou para a liberação de fins comerciais. 

Enquanto a mobilização de frota envolve a aquisição de novos veículos para a sua empresa, a desmobilização é o inverso: trata-se de uma solução padronizada para a substituição de veículos usados.

E embora a sua missão como gestor de frotas envolve cuidar para que os veículos da sua frota durem o máximo de tempo possível, é preciso entender quando é a hora de dar adeus para esses ativos.

Por isso existem diferentes métodos de desmobilização de frota que podem ser abordados. 

Esses métodos podem variar desde a venda para revendas locais, leilões e até a quebra do ativo para a coleta de peças de reposição/equipamento para venda ou uso em outros veículos da frota. 

Como fazer desmobilização da sua frota

A desmobilização de frota não é um processo simples. Ela requer um plano de ação bem definido e estruturado, além de uma série de questões que devem ser respondidas antes do descarte:

  • A desmobilização contribui com os seus objetivos estratégicos atuais?
  • A desmobilização é a única opção rentável?
  • Qual o método de desmobilização que será utilizado?

Após fazer os questionamentos acima, o primeiro passo para o seu plano de desmobilização de frota deve ser a criação de um requerimento padrão para o descarte/venda.

Dessa forma, você pode contar com os seus operadores para o preenchimento de um formulário de solicitação, por exemplo, com dados gerais sobre o veículo, como:

  • Tipo;
  • Finalidade;
  • As razões para a substituição;
  • Quilometragem e o ano do modelo.

Isso permitirá que você tenha total controle sobre a tomada de decisão de substituição do veículo. Além disso, você também poderá eliminar possíveis discrepâncias e evitar substituições excessivas quando os reparos de manutenção puderem ter sido a melhor solução.

1. Selecione os veículos que sairão de circulação

Dado que o descarte ou substituição é uma parte necessária do ciclo de vida de um veículo, é crucial para a realização de um processo de desmobilização e correta seleção dos veículos que deixarão de fazer parte da sua operação.

Dessa forma, é importante que todas as informações de um veículo sejam registradas e incluídas na base de dados da frota, incluindo informações de manutenção e detalhes sobre o consumo de combustível, por exemplo. 

Assim, se os dados e o estado do veículo sugerem que o descarte é antecipado, você pode até considerar a retenção do veículo, a locação, prolongar sua vida útil ou reaproveitá-lo e usá-lo para atividades menos exigentes.

2. Atente-se ao tempo de vida útil dos veículos

A gestão do ciclo de vida refere-se às decisões que uma frota toma para obter o máximo valor de seus veículos e é fundamental para a operação lucrativa.

Isso inclui tudo, desde o custo de compra do veículo, o custo do seguro e manutenção até o preço de venda após a desmobilização da frota.

É interessante ter atenção que proprietários e gerentes de empresas de transporte têm uma ideia de quando os veículos devem ser substituídos com base na idade e na quilometragem. 

No entanto, existem outros fatores críticos envolvidos na otimização do gerenciamento do ciclo de vida do veículo para considerar no processo de desmobilização de frota:

  • Identifique e quantifique todos os custos de operação de um veículo do início ao fim;
  • Avalie e quantifique os custos de tempo de inatividade.

3. Organize os documentos de cada carro

Outro ponto para analisar durante o processo de desmobilização é a documentação dos veículos. 

Isso vai evitar dores de cabeça e esforços de tempo desnecessários, como correr com o pagamento de uma multa após exigência de um comprador, por exemplo.

4. Atualize as manutenções dos veículos, se preciso

Veículos com a manutenção em dia e prontos para circular geralmente têm um valor de mercado acima daqueles em más condições.

Por isso, antes de desmobilizar a sua frota, confira se a manutenção dos veículos está atualizada.

Em seguida, defina os reparos necessários que podem ser feitos antes de encontrar um canal de compras, por exemplo.

Essa é uma maneira inteligente de conduzir a desmobilização de frota, uma vez que garante um melhor retorno financeiro, que pode ser direcionado para a aquisição de novos veículos para a sua frota.

5. Encontre um canal de compras confiável 

Encontrar um canal de compras confiável faz parte do processo da desmobilização de frota. 

Isso porque muitos gestores acabam perdendo dinheiro quando não conduzem esta fase da maneira correta ou através de um canal de vendas não confiável.

Dessa forma, é necessário avaliar a seriedade da empresa, além de outros aspectos antes de vender os seus carros:

  • Há quanto tempo a empresa revenda de veículos está no mercado?
  • O canal de compras costuma fazer negócios com empresas de frota?
  • Existem avaliações positivas de outros frotistas sobre o canal de compras?
  • Quanto tempo leva para concluir o processo?

Portanto, pesquise bem antes de definir o seu canal de compras, pois essa é uma decisão que pode fazer diferença no seu bolso.

https://www.sofit4.com.br/agende-uma-demonstracao/

Precisa de um canal de compras para vender os veículos da sua frota?

A verdade é que à medida que seu negócio cresce, você eventualmente precisará remover vários veículos de sua frota. 

O descarte de veículos talvez não seja tão empolgante quanto obter uma Micro Frota de veículos, mas é uma necessidade se você deseja abrir espaço para novos.

Embora seja natural a ideia de lidar com o descarte de veículos internamente, pode fazer mais sentido terceirizar isso para outra empresa por 3 motivos:

  • É mais econômico;
  • É mais prático;
  • É mais eficiente.

Dessa forma, se você precisa vender os veículos da sua frota e está precisando de um parceiro de confiança, pode contar com a Acelero Seminovos e aproveitar de toda a comodidade para se desfazer dos ativos que já não servem mais para a sua empresa.