13 jul 2017

8 passos para alcançar excelência na gestão da manutenção

Excelência na gestão de manutenção
Excelência na gestão de manutenção Gestão da manutenção

De uns anos para cá, a logística vem ganhando grande notoriedade. O que antes era visto apenas como gestão de estoque e de transporte, hoje é tido como um processo complexo. A gestão da manutenção de frotas passou a fazer parte desse universo, uma vez que pode contribuir de forma positiva para os resultados da empresa como um todo.

O assunto é tão importante que a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) tem diversas diretrizes para orientar as pessoas ao longo desse processo. Para que a frota da sua empresa possa ser bem organizada, é preciso seguir alguns passos. Conheça 8 dos mais importantes, ao longo deste artigo:

1. Reúna informações relevantes

O primeiro passo para alcançar excelência na gestão da manutenção é reunir informações relevantes sobre o funcionamento da sua frota. Esses dados são essenciais para ajudar a fazer a sua gestão da forma mais adequada, e não contando apenas com “achismos”.

Somente com o máximo de detalhamento será possível calcular:

  • o custo das horas paradas e trabalhadas;
  • as despesas com manutenção;
  • o período em que as revisões precisam ser feitas, entre outras variáveis.

Assim, esses subsídios serão a base para que se possa tomar decisões, estabelecer metas e acompanhar o seu cumprimento.

2. Use um sistema de gestão de frota

Como dissemos, a reunião de dados é fundamental para alcançar excelência na gestão da manutenção e, por isso mesmo, utilizar um sistema de gestão de frota pode ser de grande valia. Esse tipo de softwarecoleta informações com muito mais precisão, para analisá-las e, então, fazer o acompanhamento em tempo real.

O uso de rastreadores, por exemplo, pode ser eficiente para o monitoramento. Mas, para conseguir as informações, é preciso contar com um software que não apenas permita que você visualize tudo o que está ocorrendo com a sua frota, mas que também auxilie na tomada de decisões.

3. Esteja atualizado com os lançamentos

Quem é responsável por todo esse processo não pode se prender apenas às informações internas: é preciso estar atento aos lançamentos do mercado — e, nos dias de hoje, eles são bastante frequentes.

Um novo serviço de telemetria ou um novo pneu podem fazer toda a diferença no negócio. Por isso, fique sempre de olho no que há de novidade e, também, nos concorrentes, para identificar e adotar as melhores práticas. Dessa forma, você consegue otimizar o seu processo.

4. Não se descuide da manutenção preventiva

Em praticamente tudo na vida, prevenir acaba sendo mais fácil do que remediar as consequências. Por isso mesmo, a manutenção preventiva é fundamental para evitar diversos problemas que podem causar sérios impactos em toda a sua logística. Sendo assim, ela precisa ser respeitada e realizada com uma boa regularidade.

Para auxiliar nessa etapa, é recomendado que os motoristas adotem um checklist diário. Com isso, há como perceber rapidamente se há alguma anormalidade e agir antes que o problema se torne maior.

Não fazer isso implica gastos consideravelmente maiores, e os seus veículos podem ficar parados por muito mais tempo do que o necessário, o que resulta em ociosidade e compromete o seu orçamento mensal.

5. Aposte em mão de obra qualificada

Para alcançar excelência na gestão da manutenção, é fundamental contar com uma mão de obra qualificada. Dentro desse contexto, fuja de mecânicos e oficinas de baixa credibilidade: você não deve hesitar em procurar serviços especializados e locais que trabalhem com profissionais e peças de alto nível. A diferença no custo é compensada em médio e longo prazos.

6. Gerencie todas as rotas

Gerenciar as rotas é extremamente importante para qualquer empresa que dependa da logística. Você não deve jamais abrir mão dessa atitude, se deseja alcançar excelência na gestão da manutenção.

São fatores que desgastam seus veículos muito mais rápido (sobretudo quando se trata da parte mecânica):

  • trajetos excessivamente longos;
  • rodovias com muitas curvas;
  • vias de terra batida;
  • ruas com muitos buracos etc.

Também é importante sempre considerar a distância. Os quilômetros extras rodados também são um indicador de que você precisa observar — e, eventualmente, trocar — diversos componentes. O rastreamento pode facilitar o gerenciamento dos trajetos e também ajuda tomar medidas de urgência, em caso de furto ou roubo dos veículos e das cargas.

7. Acompanhe as peças de desgaste natural

Qualquer pessoa que já teve um carro, mesmo que por pouco tempo, sabe que algumas peças possuem um desgaste natural mais rápido. As próprias montadoras indicam a sua substituição após um período determinado ou depois de rodar certo número de quilômetros. Sendo assim, é imprescindível que você fique de olho nesses componentes.

Os pneus, por exemplo, são uns dos itens mais formidáveis no quesito segurança. Eles são o único ponto efetivo de contato do veículo com o chão e, por isso mesmo, qualquer desgaste excessivo ou fragilidade pode ocasionar acidentes sérios. Além disso, quando estão carecas ou mal calibrados, também podem causar um consumo maior de combustível.

Outros artigos que precisam ser trocados ou verificados de tempos em tempos são:

  • óleo lubrificante do motor;
  • pastilhas de freio;
  • filtros de ar;
  • filtros de óleo;
  • filtros de combustível;
  • fluido do radiador;
  • bateria;
  • limpadores de para-brisa, entre outros.

8. Planeje tudo o que puder

Por fim, se você deseja alcançar excelência na gestão da manutenção, é preciso antecipar seus movimentos e planejar tudo aquilo que estiver ao seu alcance. Definitivamente, essa não é uma tarefa simples, mas você pode conseguir isso com alguma persistência, muita organização e ao incorporar esse hábito no dia a dia do seu negócio.

É preciso criar estratégias a serem alcançadas para conseguir uma otimização de seu processo, reduzindo os seus custos e aumentando a produtividade da sua empresa e da sua frota. É lógico que isso só se consegue combinando os fatores anteriores, mas, sem que haja um planejamento de como fazer e sem prazos estipulados, essa tarefa se torna inviável.

Esses são alguns passos indispensáveis para começar a ter um bom resultado. Gostou das dicas para alcançar excelência na gestão da manutenção? Então, veja também o nosso outro artigo sobre manutenção corretiva. Boa leitura!

# manutenção e mecânica

Assine nossa newsletter