Importância de inspeções gestão de manutenção

Um dos assuntos mais sérios com os quais um gestor de frotas tem que lidar é a manutenção da frota, especialmente no que diz respeito à  inspeção dos veículos antes e depois das viagens.

Além de ser um processo que ajuda a manter a frota sempre em dia, prevenindo gastos por mau uso por parte dos condutores, essa prática hoje também é uma exigência de órgãos reguladores do setor de transporte. Portanto, é também uma questão de cumprir a legislação.

No post de hoje, vamos elencar alguns fatores que demonstram a importância das inspeções da frota antes e depois das viagens. Confira a seguir:

Gestão da manutenção é mais do que um discurso

É importante dizer que a frota de veículos de uma empresa sempre passa por manutenções preventivas e corretivas. Mas isso deve ser mais do que um discurso. É preciso criar uma rotina, formatar um processo que deve ser cumprido rigorosamente, em quaisquer circunstâncias.

Do contrário, as manutenções não se tornam prioridades e a correria do dia a dia pode acabar prejudicando sua periodicidade e a efetiva realização desses procedimentos. Os resultados são prejuízos financeiros e até a ocorrência de acidentes, em alguns casos.

Inspeções da frota antes e depois da viagem: entenda por que é fundamental

Existe uma série de razões que fazem da inspeção pré e pós viagem um processo fundamental na gestão da manutenção. Saber o real estado do veículo antes de colocá-lo na estrada, por exemplo, pode evitar muitos acidentes. Ao retorno do veículo, conhecer seu real estado, faz com que o gestor encontre fraudes como adulterações — que podem acontecer enquanto um veículo está estacionado em um posto de gasolina, por exemplo — e busque imediatamente os órgãos competentes para que a empresa não seja responsabilizada por isso.

A rotina de inspeção também pode criar na equipe de condutores um senso de responsabilidade, afinal, a empresa está ciente de como os veículos estão saindo de seu pátio e de como estão retornando. As inspeções também oferecem ao gestor subsídios de monitoramento do desempenho tanto das máquinas quanto dos condutores. Ele não vai cobrar um desempenho nota 10 de seu condutor (rapidez na viagem, por exemplo) quando estiver viajando em um veículo com motor nota 5.

A manutenção da frota é uma obrigação legal

Entre os órgãos reguladores do setor de transportes, um dos mais importantes é o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis — IBAMA. Isso mesmo, o IBAMA tem por objetivo diminuir a emissão de gases nocivos ao meio ambiente. Para isso, dentre outras medidas, criou a Portaria nº 85 de 17/10/1996, que obriga todas as empresas que possuem frota própria de veículos movidos a óleo Diesel a criarem seu próprio Programa de Autofiscalização da Correta Manutenção da Frota.

A portaria define qual é o nível aceitável de emissão da fumaça preta e também dá ao órgão o poder de fazer visitas às garagens para verificar a documentação e fazer testes que comprovem a veracidade dos mesmos, além de deixar claras quais são as punições para as empresas que descumprirem as normas.

Como fazer da manutenção uma garantia de que a Portaria nº 85 do IBAMA será sempre cumprida

Uma maneira muito simples de garantir o cumprimento da portaria, através do processo de manutenção rotineira da empresa, é criando uma planilha com todos os itens a serem vistoriados. Nessa planilha, devem constar o peso para cada item em relação à segurança e à emissão da fumaça. Ao final de cada vistoria, dá-se uma nota de 0 a 10 para cada um desses itens, para verificar se a empresa está cumprindo a lei.

Isso pode ser bem trabalhoso, é claro. No entanto, um bom sistema de gerenciamento de frotas poderá dar mais rapidez e segurança ao gestor, uma vez que é desenvolvido para processar os dados rapidamente e entregar relatórios que facilitam a análise dos processos — especialmente quando a frota é grande.

Sua empresa já incluiu na rotina de gestão da manutenção de frota as inspeções antes e depois das viagens? Deixe um comentário e compartilhe as suas experiências conosco! E para receber outros conteúdos como este em primeira mão, assine a nossa newsletter.