Gestão de Frotas sustentável

Cada vez mais podemos perceber ações no mercado para que os veículos sejam mais sustentáveis. E não é à toa. A emissão de gases que vem do transporte é uma das principais causadoras do Efeito Estufa, que causa o desequilíbrio do clima e do meio ambiente.

Um dos projetos nesse sentido é o EURO5, que faz parte do PROCONVE (Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores). Por meio de adaptações na tecnologia dos veículos, esse projeto visa reduzir as emissões de gases poluentes na atmosfera.

Outra medida que mostra a preocupação com o meio ambiente, é a resolução nº 342 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que prevê infração grave (R$ 127,69 e 5 pontos na carteira) quando a emissão de determinados poluentes ultrapassar os limites previstos pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) – clique aqui e saiba mais sobre esses limites.

Medidas para sustentabilidade da frota

Troca do filtro de ar

Testes realizado em São Paulo mostraram que a substituição do filtro de ar danificado é capaz de reduzir em 40% as emissões de poluentes. Isso porque essa peça é um componente fundamental para proteger o motor das impurezas do ambiente externo. Se o filtro de ar está com problemas, a passagem do ar para o motor fica impedida, fazendo com que aumente o esforço gerado por ele e, consequentemente, consuma mais combustível. E o consumo de mais combustível reflete-se em maior emissão de gases poluentes no ar. Além de contribuir para a natureza, essa medida também ajuda a empresa financeiramente. Estudos de fabricantes de filtros de ar revelam que quando a peça está em bom estado gera economia de 10% por quilômetro rodado, além de melhorar o desempenho do veículo.

Treinamento do motorista

Outra forma de contribuir para o meio ambiente, é orientar os motoristas quanto a importância de se ter uma condução econômica, evitando ao máximo o alto consumo de combustível. Além disso, o motorista precisa estar consciente de que deve utilizar combustíveis de alta qualidade, pois isso também contribui para o aumento de gases poluentes. Por isso, precisam sempre abastecer em locais confiáveis e devidamente homologados/certificados pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). O rendimento e a durabilidade do veículo também estão totalmente relacionados com a qualidade do combustível.

Respeito aos limites de carga

Pode não parecer, mas o excesso de carga também é um dos fatores que contribuem para a maior emissão de gases poluentes na atmosfera. Além de afetar a segurança da viagem, o excesso de peso resulta também no maior consumo de combustível, no desgaste prematuro do caminhão e na rápida deterioração do pavimento das rodovias.

Manutenção preventiva

Uma das principais atividades da Gestão de Frotas que contribuem para que os veículos emitam cada vez menos gases é a manutenção preventiva. Os veículos devem ser regulados constantemente para evitar a queima de combustíveis de forma desregulada. Além disso, a manutenção garante o melhor desempenho do caminhão. O veículo pode não ser novo, mas se estiver com a manutenção em dia, não irá prejudicar o meio ambiente – e nem o bolso do transportador.

Uso de peças genuínas

Outro fator – também ligado à manutenção – que contribui para mais emissões de gases poluentes, é o uso de peças que não são próprias para aquele tipo/modelo de veículo. As peças genuínas garantam o funcionamento adequado, resultando na redução do consumo de combustível e, consequentemente, contribuindo para a diminuição da poluição do ar.

Otimização das Rotas

A Melhor de forma de contribuir para sustentabilidade é reduzindo a quantidade de quilômetros rodados, obviamente sem reduzir a sua produtividade, mas, aumentando a sua eficiência através da otimização das rotas, assim você precisará de menos veículos para fazer a mesma quantidade de entregas. Este é um tema bem complexo, pois vários fatores tem que ser levados em consideração para definição da melhor rota, desde peso, cubagem, distância e até a data e hora de entrega prevista. Face a esta complexidade, a melhor forma é ter um software de roteirização para te ajudar. Estes softwares vão desde os mais simples, como o próprio Google Maps até os mais completos, e caros, como o RoadShow.

Clique aqui para realizar um teste gratuito do Sofit.

Informações:
Revista Caminhoneiro
Carro 100
Volvo na Estrada

1 responder

Os comentários estão fechados.